Robert De Niro diz que Jon Voight está ‘delirando’ por apoiar Trump

Robert De Niro diz que Jon Voight está ‘delirando’ por apoiar Trump

Ator retomou polêmica contra o candidato republicano à Casa Branca após ser criticado pelo colega Jon Voight em razão de um vídeo com fortes críticas a Trump

Redação Internacional

11 de outubro de 2016 | 12h01

WASHINGTON – O ator americano Robert De Niro, de 73 anos, rebateu nesta terça-feira, 11, as críticas feitas pelo colega de profissão Jon Voight em razão de um vídeo divulgado no sábado em que ele criticou duramente o candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, chegando a dizer que tinha vontade de “socar a cara dele”.

Depois da divulgação da gravação no fim de semana em que De Niro chama Trump de “estúpido”, “porco” e “golpista”, Voight publicou uma série de tuítes afirmando ter ficado “envergonhado com as reclamações do ator”. “As palavras de Donald Trump não são tão prejudiciais quanto as reclamações feitas por De Niro”, escreveu.

Nesta terça, porém, De Niro voltou a se envolver na polêmica ao afirmar que “Voight é um cara legal, mas que está delirando” por apoiar o candidato republicano. “(Os americanos) têm que votar, temos que votar. Temos que estar vigilantes para que esse cara não se torne presidente”, afirmou o De Niro.

Em entrevista ao jornal Khaleej Times, dos Emirados Árabes Unidos, De Niro também voltou a atacar Trump. “O Partido Republicano passa a ideia que esse cara (Trump) está em sã consciência, mas ele não deveria ser presidente”, afirmou. “É horrível. Eles se autodestruirão.”

A polêmica.  No vídeo original (veja acima), De Niro fala contra Trump na campanha #Voteyourfuture (Vote no seu Futuro), desvinculada de partidos e na qual uma série de famosos, como a atriz Julia Roberts, incentivam os eleitores a votar, já que o voto nos Estados Unidos não é obrigatório.

“Ele é descaradamente estúpido. Ele é um arruaceiro. É um porco. É um vigarista, um artista da mentira, é um idiota que não sabe o que está falando. Não faz o dever de casa, não liga, acha que está brincando com a sociedade, não paga impostos, é um idiota. Colin Powell falou bem: ele é um desastre nacional. Ele é uma vergonha para o país. Me deixa com raiva o fato de este país ter chegado a um ponto que este idiota, este palhaço, chegou aonde está. Ele fala sobre como quer socar a cara das pessoas… bem, eu quero socar a cara dele. Ele é alguém que queremos para presidente? Acho que não. Eu me importo com a direção deste país e o que me preocupa muito é que ele possa ir na direção errada com alguém como Donald Trump”, disse De Niro. / EFE