Trump anuncia saída de seu chefe de campanha a menos de cinco meses das eleições

Trump anuncia saída de seu chefe de campanha a menos de cinco meses das eleições

Informação antecipada pelo jornal The New York Times dizia que Corey Lewandowski mantinha uma relação ‘hostil’ com muitos jornalistas que estão cobrindo a campanha

Redação Internacional

20 Junho 2016 | 16h20

NOVA YORK – O provável candidato do Partido Republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira, 20, a saída de seu chefe de campanha, Corey Lewandowski, faltando menos de cinco meses para as eleições.

“A campanha de Donald Trump, que alcançou um recorde histórico de quase 14 milhões de votos nas primárias republicanas, anuncia que Corey Lewandowski não seguirá trabalhando nela”, diz um comunicado de sua porta-voz, Hope Hicks.

Republicano Donald Trump (dir.) ao lado de seu ex-chefe de campanha, Corey Lewandowski (esq.)

Republicano Donald Trump (dir.) ao lado de seu ex-chefe de campanha, Corey Lewandowski (esq.) (Foto: AFP PHOTO / RHONA WISE)

Sua saída foi antecipada pelo jornal The New York Times, que publicou em seu site que Lewandowski mantinha uma relação “hostil” com muitos jornalistas que estão cobrindo a campanha e que esse foi um dos motivos pelos quais foi “demitido”.

Uma fonte anônima citada pelo jornal nova-iorquino garantiu também que Lewandowski estava tendo problemas com alguns membros do Comitê Nacional Republicano (RNC, na sigla em inglês), e agora a campanha procura se concentrar em “unir” os republicanos para lutar contra a democrata Hillary Clinton.

Para isso, segundo a publicação, a equipe de Trump contará com algumas caras novas na fase seguinte da campanha e quer ter todas as mudanças prontas antes da Convenção Nacional Republicana, que será realizada no final de julho, na cidade de Cleveland, em Ohio.

“Agradecemos a Corey seu grande trabalho e dedicação e lhe desejamos o melhor no futuro”, acrescentou a porta-voz da campanha no mesmo comunicado.

A emissora ABC News afirmou que havia “frustração” entre alguns dos assessores de Trump pela falta de sintonia entre Lewandowski e o diretor de campanha, Paul Manafort, que foi contratado há alguns meses para aparar as arestas com o establishment do Partido Republicano.

Aparentemente, segundo a emissora, Lewandowski foi demitido durante um encontro realizado nesta manhã entre Trump e sua equipe de assessores de campanha nos escritórios do magnata em Manhattan. /EFE