Trump anunciará acordo com fábrica para evitar transferência de empregos para o México

Trump anunciará acordo com fábrica para evitar transferência de empregos para o México

Presidente eleito dos EUA informou que conseguiu acordo com a Carrier, que faz aparelhos de ar condicionado, para preservar postos no Estado de Indiana

Redação Internacional

30 de novembro de 2016 | 11h01

NOVA YORK – O presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, viajará na quinta-feira, 1º, para  Estado de Indiana onde deve visitar uma fábrica da Carrier – que produz aparelhos de ar-condicionado – para anunciar um acordo com a direção da empresa que manterá a maioria dos 2 mil empregos que seriam transferidos para o México.

Com a viagem, o magnata republicano interromperá suas reunião com candidatos a cargos no governo para exibir uma vitória em um dos principais pontos de sua campanha à Casa Branca: fazer com que empresas locais mantenham nos EUA sua produção e seus empregos – na disputa presidencial, aliás, Trump ameaçou taxas em 35% os produtos de marcas que deixassem o país.

Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, deve visitar fábrica em Indiana que ele disse ter evitado a transferência para o México (Drew Angerer/Getty Images/AFP)

Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, deve visitar fábrica em Indiana que ele disse ter evitado a transferência para o México (Drew Angerer/Getty Images/AFP)

De acordo com fontes da equipe de transição de Trump e da Carrier citadas pelo jornal The New York Times, o presidente eleito e o vice-presidente eleito – que também é governador de Indiana -, Mike Pence, devem aparecer na fábrica na cidade de Indianápolis para fazer o anúncio.

Espera-se que Trump e Pence renovem também o compromisso de liderarem uma administração que favoreça os negócios nos EUA, com uma redução das regulações e uma revisão dos impostos cobrados de empresas.

O NYT diz ainda que o Pentágono é o principal cliente da United Technologies, empresa dona da Carrier, que teria recebido cerca de 10% dos seus US$ 56 bilhões de receitas em 2015 através de contratos com o governo federal. / EFE

Tudo o que sabemos sobre:

Donald TrumpCarrierEstados Unidos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: