Trump culpa as drogas por violência em Charlotte

Trump culpa as drogas por violência em Charlotte

Ainda que tenha reconhecido o direito à manifestação pacífica, Trump disse que 'não existe o direito de se envolver em protestos violentos, ou ameaçar a paz e a segurança dos demais'

Redação Internacional

22 de setembro de 2016 | 20h11

O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, disse nesta quinta-feira, 22, que o consumo de drogas nas áreas pobres das cidades provocou as violentas manifestações dos últimos dois dias em Charlotte, na Carolina do Norte.

“Se vocês não estão conscientes, as drogas são um fator muito, muito importante no que temos visto à noite na televisão”, disse Trump em um discurso diante de um grupo produtor de gás de xisto.

Republican presidential candidate Donald Trump speaks at the Shale Insight conference in Pittsburgh, Sept. 22, 2016. Addressing the current unrest, Trump told this gathering of energy executives that drugs were

Trump faz discurso em Pittsburgh. Foto: Eric Thayer/The New York Times

As manifestações começaram em Charlotte na terça-feira depois que um policial disparou e matou um homem negro de 43 anos. Segundo a corporação, o homem portava uma pistola em posição ameaçadora.

Parentes e vizinhos de Keith Lamont Scott afirmam que a vítima levava um livro – não uma pistola – e estava esperando que o ônibus escolar deixasse seu filho.

Trump, que fazia campanha nesta quinta-feira nos Estados da Pensilvânia e Ohio, comentou sobre a situação de Charlotte quando pediu, em Pittsburgh, que a população se junte “em um espírito de união” e acabe com a violência contra policiais.

Ainda que tenha reconhecido o direito à manifestação pacífica, Trump disse que “não existe o direito de se envolver em protestos violentos, ou ameaçar a paz e a segurança dos demais”. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:

Donald TrumpEleições nos EUA

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.