Trump faz campanha ao lado de figuras importantes do Partido Republicano

Trump faz campanha ao lado de figuras importantes do Partido Republicano

Senador Bob Corker e ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich participam de eventos de campanha do provável candidato republicano à presidência dos Estados Unidos

Redação Internacional

06 Julho 2016 | 10h14

WASHINGTON – O provável candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou na terça-feira que contará com o respaldo do senador Bob Corker e do ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich em vários atos de campanha ao longo nesta semana, em uma demonstração de que o aparelho do partido começa a ceder perante o magnata.

Trump participou na terça-feira de um comício junto ao influente Corker, senador republicano pelo Tennessee e considerado um dos possíveis selecionados como candidato republicano à vice-presidência. Corker é o presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado, o que daria peso político a Trump com relação ao assunto – considerado uma de suas fraquezas.

Provável candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump

Provável candidato republicano à presidência dos EUA, Donald Trump (AP PHOTO/SETH PERLMAN)

O ato foi realizado em Raleigh, Carolina do Norte, mesmo Estado escolhido pela provável candidata democrata, Hillary Clinton. Ela fez um comício em Charlotte junto ao atual presidente Barack Obama, no primeiro ato em que ambos apareceram juntos.

Trump contará nesta quarta-feira, 6, em Cincinnati, em Ohio, com a presença do ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich em outro evento de campanha.

Gingrich, que foi presidente da Câmara durante a presidência de Bill Clinton e um dos principais personagens do processo de impugnação presidencial pelo escândalo com a estagiária Monica Lewinsky, também se encontra na lista de possíveis candidatos republicanos à vice-presidência.

A expectativa é que Trump revele quem será seu companheiro de chapa antes do início da convenção republicana, que começará em Cleveland no dia 18 de julho.

Após eleições primárias polêmicas e agitadas, tudo indica que as tensões entre Trump e o aparelho do Partido Republicano começaram a ceder e as partes optaram por unir forças a fim de arrebatar a Casa Branca dos democratas. /EFE

Leia mais:

Isso não é um reality show, diz Obama em campanha de Hillary

Trump defende uso de ‘estrela’ em imagem contra Hillary nas redes sociais

Discurso anti-imigrante pode custar caro a Trump

Mais conteúdo sobre:

Donald TrumpPartido Republicano