Trump permanecerá como produtor executivo de ‘New Celebrity Apprentice’

Trump permanecerá como produtor executivo de ‘New Celebrity Apprentice’

Programa estreará no dia 2 de janeiro e contará com Arnold Schwarzenegger como produtor-executivo

Redação Internacional

09 Dezembro 2016 | 17h05

LOS ANGELES – O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, não frequenta mais a sala de reuniões do programa “Celebrity Apprentice”, da rede NBC, mas ainda mantém uma ligação de negócios com o reality show. Ele permanecerá no cargo de produtor-executivo do “The New Celebrity Apprentice”, informou Clare Anne Darragh, porta-voz do criador da atração, Mark Burnett.

Ela se recusou a dar mais detalhes sobre a participação do magnata no programa, que foi gravado em fevereiro e estreará no dia 2 de janeiro. O MGM, estúdio de Burnett, também não quis comentar como Trump será pago por sua atuação na nova temporada da atração. No passado, ele tinha uma participação de 50% dos lucros de “O Aprendiz” e recebia também pelas edições internacionais.

Presidente eleito dos EUA, Donald Trump (Foto: AFP PHOTO / TIMOTHY A. CLARY)

Presidente eleito dos EUA, Donald Trump (Foto: AFP PHOTO / TIMOTHY A. CLARY)

A série contará com o ator Arnold Schwarzenegger como produtor-executivo, além de Trump – que estava na produção original. Durante alguns meses, o republicano demonstrou interesse em como o ex-governador da Califórnia se sairia como apresentador, e deixou claro que continuaria investindo no programa.

A permanência de Trump em um programa de televisão é mais um aspecto incomum da eleição de um homem de negócios para a presidência dos EUA. O magnata escreveu em sua conta no Twitter que irá revelar seus planos no dia 15 de dezembro para “se retirar completamente das operações de negócios”, mas não detalhou o que isso significa. Ele havia dito que planejava repassar a administração deles para três de seus filhos que estão em idade adulta.

A decisão vai além do que alguns especialistas em ética de governo o pressionam a fazer: vender ativos e colocar o dinheiro em um “blind trust” – uma administração financeira que oferece a gestão de interesses de um negócio privado a um negociador independente. Na televisão, as tarefas de um produtor podem variar muito, mas o salário pode surgir, por exemplo, como uma compensação, mesmo sem estar trabalhando ativamente no projeto.

A NBC já havia enfrentado um escrutínio sobre seus acordos comerciais com Trump, incluindo concursos de beleza e o programa “O Aprendiz”. Em julho de 2015, a emissora disse que iria cortar seus laços com o empresário em razão de suas alegações de que imigrantes mexicanos ilegais são criminosos e estupradores. A rede detém os direitos sobre “New Celebrity Apprentice” do estúdio MGM, responsável por sua produção.

Burnett, que já produziu programas como “Survivor” e “The Voice”, comentou sobre o então candidato republicano e seu posicionamento com relação à imigração. “Não apoio agora e nunca apoiei a candidatura de Donald Trump. Não sou pró-Trump. Além disso, minha mulher e eu rejeitamos o ódio, a divisão e a misoginia que infelizmente tem feito parte dessa campanha”, disse ele em comunicado.

A nota pressionou ainda mais Burnett e a MGM para tornar públicas as cenas de bastidores do programa “O Aprendiz” depois que a agência de notícias Associated Press reportou que, durante a produção da atração, Trump diversas vezes humilhou mulheres com comentários de teor sexual. Em outubro, foi divulgado um áudio em que a MGM afirmou que ela, e não Burnett, tinha os direitos sobre a série e honraria a confidencialidade e os acordos dos direitos do artista.

O presidente eleito e Burnett tem hoje uma relação menos tensa. Nessa semana, ambos se encontraram e sugeriram ideias para a estreia do programa. Durante uma entrevista realizada em maio, Trump afirmou que havia conversado com Schwarzenegger sobre o programa. “Não sei como ele irá fazer”, disse o magnata, “mas espero que o faça bem”. /ASSOCIATED PRESS e THE NEW YORK TIMES

Mais conteúdo sobre:

Donald TrumpEstados Unidosprograma