Trump responde críticas de Obama e classifica seu mandato como ‘desastre’

Candidato republicano à Casa Branca disse estar convencido de que 'sabe mais de política externa' do que o presidente americano a quem se referiu como o provável 'pior presidente da história do país'

Redação Internacional

03 Agosto 2016 | 09h41

WASHINGTON – O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quarta-feira, 3, que o mandato de Barack Obama foi um “desastre” depois de o presidente americano afirmar que o magnata “não está preparado” para ocupar o Salão Oval e pedir para que os líderes republicanos deixem de apoiá-lo.

“Acho que (Obama) foi um desastre. Foi frágil, foi ineficaz. Estou convencido que eu sei muito mais de política externa que ele. Olhe para a Ucrânia. Ele fala da Ucrânia e de como é duro com a Rússia, enquanto isso eles tomaram a Crimeia”, disse Trump, em entrevista para a emissora “Fox News”.

O magnata nova-iorquino também afirmou que Obama talvez tenha sido “o pior presidente da história do país”. Trump respondeu assim às duras críticas feitas na terça-feira pelo próprio Obama, que alertou que o republicano “infelizmente não está preparado” para ocupar o Salão Oval. Em tom incomum, as palavras de Obama apontam diretamente para o “temperamento” e o “conhecimento” de Trump e, por extensão, aos líderes republicanos.

“Tem que chegar um ponto onde se diga ‘basta'”, afirmou Obama, alertando que, o fracasso em não fazer isso, significa que todo o partido “apoia e valida” Trump e suas posições.

O presidente disse também que não duvida da “sinceridade” das críticas ao magnata feitas por influentes políticos republicanos, como os líderes no Congresso, Paul Ryan e Mitch McConnell, mas questionou o motivo destes políticos “continuarem apoiando” o magnata. / EFE