Banquete Cultural: Festival de Tango, Concerto grátis da Filarmônica, Noite dos Museus e dobradinha música e gastronomia

Fátima Lacerda

24 Agosto 2016 | 05h59

A efervescência cultural de Berlim é o Marketing mais eficiente da capital europeia da cultura. Decerto que no verão, esse quesito cultura  fica bem mais visível, posicionado claramente no cenário urbano da cidade.

No último fim de semana, houve o Festival de Comida Vegana em plena Alexanderplatz, o lugar de gastronomia menos consciente e politicamente correta da cidade. Talvez por isso mesmo, os organizadore tenham escolhido solo tão mundano, mesmo porque, não é outro lugar em que se possa ver toda a nudez de Berlim; de quem aqui vive, de quem está de férias ou de quem está só dando um rolé.

Mesmo com esse selo de qualidade de cultura que faz Berlim deixar até mesmo Paris e Londres pra trás, especialmente na sua diversidade também no âmbito da chamada subcultura, neste fim de semana, a capital alemã se supera: em oferta, diversidade, criatividade.

O último final de agosto é também simbólico para o “Adeus ao verão” e nesse caso, o universo climático conspira a favor de Berlim. Os meteorologistas prometem 30 graus para um verão que, até agora, decepcionou os berlinenses que, ao contrário da autora desse texto, são ávidos por temperaturas tropicais.

Na noite de terça-feira (23) , uma noite de verão para berlinense nenhum botar defeito, fanáticos pelo Tango Contemporâneo puderam canalizar suas paixões e exibirem suas habilidades, verem e serem vistos, mas não num local fechado, escondido de uma escola de dança, ou um lugar quente e abafado. Nein (!) mas no miolo do saguão da maior ferrovia da Europa, a Estação Central de Berlim, o Hauptbahnhof que foi especialmente inaugurado para receber o mundo durante a Copa de 2006 na Alemanha.

WP_20160823_21_15_13_Pro

Até o próximo domingo (28), as imagens dos viajantes sentados, dos apavorados em perder o trem, dos letárgicos sentados nos bancos, dos que ainda precisam comprar o bilhete na máquina e dos comerciantes que ali trabalham não serão o foco dos olhares. Por motivos de coincidência, nos últimos 3 dias estive ali na estação ratificando o que diz a música “Encontros & Despedidas”, lugar que é um verdadeiro formigueiro humano e que não é usado “somente” para embarcar e desembarcar do trem, mas que também oferece atrativas ofertas de diversificado comércio, especialmente bem vindo nos dias de domingo, quando toda a maioria está fechada e vamos combinar que uma das mais priorizadas formas de passeio dos alemães é ver vitrine, mesmo com o comércio fechado. Eu nunca entendi isso e também já desisti de tentar. Outros países, outros costumes.

Banquete cultural

1. Festival de Tango na Estação Central (Hauptbahnhof) entre 23- 28/08.

WP_20160823_21_05_20_ProWP_20160823_21_06_32_Pro WP_20160823_20_42_08_Pro WP_20160823_21_00_11_Pro

2.

langenachtderMuseenjpg

A Longa Noite dos Museus“, evento que acontece duas vezes ao ano. No verão, é sempre em agosto. Um número absurdo de museus abre suas portas de sábado no final da tarde até às 03 da matina de domingo. Tem ônibus shuttle, tem apps para acompanhar o movimento no museu x e toda uma logística brilhantemente organizada pela GmbH Kulturprojekte, lugar onde atuei como assessora da imprensa internacional durante a exposição “20 anos da queda do Muro de Berlim” que levou 1 milhão de pessoas à Alexanderplatz. Kulturprojekte é uma das mais competentes empresas quando se trata de organizar grandes projetos culturais.

Sir Simon Rattle concertofilarmônica(c) Monika Rittershaus

3. A Filarmônica de Berlim em parceria com o Deutsche Bank e seu maestro Sir Simon Rattle (60) que deixará o cargo em 2018 convidam para  concerto grátis e ao ar livre em frente ao prédio que também da de cara para o Kulturforum. Esse concerto marca o início da temporada de música clássica depois das férias de verão. Às 16 horas, no horário local de sábado (27) a primeira atrçação é a Syrian Expat Philharmonic Orchestra sob o comando do madrilhenho Mariano Domingo. Às 18 horas o ápice. Rattle terá no repertório Brahms com Symphony No. 2 in D Major, Op. 73 e Antonín Dvo?ák com “Dança Eslava.

BjörnIIBjörnDoring

4. East Side Music Days em volta da ponte Oberbaumbrücke, um ponto crucial entre Berlim ocidental e oriental quando Berlim ainda era cercada pelo Muro. O gestor cultural Björn Doring, um cara muito gente boa e de muita visão, organiza o festival gratuito que entre 26. e 28 de agosto traz 70 performances ao vivo no bairro de eferverscência cultural, Kreuzberg. Culinária de agricultura sustentável também faz parte do pacote cultural que Björn alinhavou.

Em qualquer parte do ano, nunca é difícil de programar para o fim de semana. Esses solos aqui tem oferta para todos os gostos, mas esse fim de semana exige exímio planejamento de tempo para conferir algumas dessas maravilhas. Existe um ditado popular nas terras daqui, que prescreve: “Um bom planejamento é a metade do aluguel” e esse fim de semana terá que ser especialmente bem preparado.

Links relacionados: Confira a noite de estreia do Festival de Tango.