Michelin 2018: Chef de restaurante em Berlim é eleito o melhor da Europa

Fátima Lacerda

17 Março 2018 | 13h15

©Sebastian Frank / Horváth

Sebastian Frank, chefe do restaurante “Horváth” foi premiado como “Melhor Cozinheiro Chefe da Europa” na mais recente edição do Congresso Internacional de Gastronomia, da Madridfusion na capital espanhola.

Nascido na Áustria, Frank reinterpreta especialidades tradicionais de sua terra natal. “É importantes trazer lembranças remotas para o prato“, diz ele no site do restaurante localizado no bairro Mitte. Em 2017 ele já havia sido eleito o melhor cozinheiro de Berlim .

Com 25 estrelas Michelin, Berlim é a capital gastronômica da Alemanha. 

Não “somente” chefes berlinenses participam de eventos fora da cidade e do país. O Experto gastronômico alemão, Per Meuling, criou o NEU Dinners. Em sua primeira edição em fevereiro último, o evento gastronômico que tem o intuito de trazer cozinheiros internacionais para a capital para que juntos criem novos cardápios já foi feliz na primeira safra ao convidar duas das melhores chefes internacionais do momento: Ana Roš da Eslovênia e Cristina Bowerman da Itália.

Os números não mentem

A estatística divulgada pela agência oficial do turismo, VisitBerlin, divulgou que dois entre três visitantes da capital, fazem uso das ofertas gastronômicas.

Na versão 2018 do Guia Michelin, contam-se 26 restaurantes que podem exibir as cobiçadas estrelas. Seis deles contabilizam duas estrelas e quatorze, uma:

A lista dos 6 com 2 estrelas são todos no chamado “segmento de luxo”.

Restaurante: Chefe:

Fischers Fritz: Christian Lohse

Lorenz Adlon: Otto Hendrik

Reinstoff: Daniel Achilles

Tim Raue: Tim Raue

FACIL: Michael Kempf

Horváth: Sebastian Frank

Rutz: Marco Müller

Os números não mentem

A capital alemã possui 9.455 micro- pequenas e médias empresas incluindo restaurantes, cafés, lanchonetes e sorveteria.

©Nils Krüger

Na mais nova edição do Michelin, é o restaurante Cookies Cream, primeiro restaurante vegetariano a ser condecorado com a cobiçada estrela na capital. Seu chefe, Stephan Hentschel (35) e que atua no restaurante localizado no centro de Berlim há doze anos, é conhecido em todo o país e diz de si mesmo: “Nada de mimimi. Disso já temos o bastante. Minhas criações são heterodoxas, honestas e que valem a pena pelo gosto peculiar de vegetais e ervas selvagens“.

©Mike Wolff

Berlim não é Paris

Por questões culturais e histórias, Berlim está longe de ser o paraíso da culinária com a capital francesa e outras regiões da Europa. Porém, para os amantes da cozinha fusioná, cozinha minimalista com muito requinte e para os amates da cozinha vegetariana encontrarão na culinária de Frank uma leveza austríaca nunca tida como possível. Já na culinária de Hentschel e que já teve o ator Tom Hanks como visitante, pode-se vislumbrar um maestro de criações nada pretensiosas com ingredientes que saem da terra. Mais orgânico, impossível!

Links relacionados:

http://www.madridfusion.net/

http://www.restaurant-horvath.de/