As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A Argentina se acha melhor do que o Brasil na história do futebol?

gustavochacra

11 de julho de 2014 | 11h01

Até 1958 – Quando a Argentina era superior ao Brasil

 A Argentina se considerava superior ao Brasil até 1958. Nenhum dos dois havia conquistado Copas do Mundo. Mas os argentinos tinham mais conquistas continentais e o argumento de terem boicotado as Copas de 1938, 50 e 54, além de não terem ocorrido Mundiais nos anos 1940, indicava, para eles, que poderiam ter ao menos um título neste período

De 1958 a 1986 – Quando o Brasil era superior ao Brasil

O tricampeonato Mundial do Brasil de 1958-62-70 fez os argentinos se sentirem inferiores. Especialmente por não terem sequer se classificado para a Copa de 1970. Não havia discussão. O Brasil teve Pelé, Garrincha, Rivelino, Didi e Vavá. Para completar, em 1974, os argentinos perderam para o Brasil na Copa. Apesar do título de 1978, eles não venceram a seleção brasileira, considerada campeã moral, e o Mundial não foi suficiente para se colocarem no mesmo nível. Em 1982, outra derrota para o Brasil, por 3 a 1, que teve uma de suas melhores seleções da história com Falcão, Sócrates e Zico

De 1986 a 1994 – Quando a Argentina voltou a superar o Brasil

A Argentina apenas voltou a se colocar no mesmo nível dos brasileiros com o título de 1986 e Maradona sendo equiparado a Pelé internacionalmente. A vitória sobre a seleção brasileira em 1990, por 1 a 0, e o vice-campeonato, os fez se sentirem superiores pela primeira vez desde 1958.

De 1994 a 2006 – Quando o Brasil voltou a superar a Argentina

Este sentimento, porém, durou pouco. O Brasil foi tetra em 1994, vice em 1998 e penta em 2002. Nesta última, os argentinos não se classificaram para a segunda fase. E, desde 1990, não conseguiam chegar a uma semifinal. Ronaldinho, em suas atuações pelo Barcelona, somado a Romário, Ronaldo e Rivaldo, fez o brasileiro mais uma vez ser associado à arte, embora o desempenho da seleção tenha sido medíocre em 2006

De 2006 a 2014 – Quando ficamos no mesmo nível

 Messi fez, mais uma vez, os argentinos se colocarem no mesmo patamar do Brasil ao ser considerado um dos maiores da história do futebol ao lado de Pelé e Maradona. As duas seleções, sem boas performances e Copa, ficaram equiparadas

De 2014 a … – A Argentina voltará a se sentir superior

 A goleada de 7 a 1 sofrida para a Alemanha e a chegada da Argentina à final no Maracanã, independentemente do título, voltará a fazer os argentinos se sentirem melhores do que os brasileiros no futebol e será um marco simbólico

Obs. Se quiser mais detalhes, compre o livro Hermanos e Nós, sobre a história da rivalidade entre Brasil e Argentina, que escrevi em conjunto com o Ariel Palacios, correspondente do Estadão e da Globo News em Buenos Aires

Obs. No fim do conflito, 1.300 palestinos morreram, 13 israelenses (8 por fogo amigo) e a ação militar não conseguiu interromper o lançamento de foguetes pelo Hamas no longo prazo. Uma nova operação de bombardeios israelenses para conter os disparos do Hamas em 2012. Não adiantou. Agora haverá outra. Não vai adiantar

Não sei como faz para publicar comentários. Portanto pediria que comentem no meu Facebook (Guga Chacra)  e no Twitter (@gugachacra), aberto para seguidores

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: