As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A OTAN pode servir de “Exército” da Palestina para garantir a segurança de Israel?

gustavochacra

03 de fevereiro de 2014 | 15h30

O presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, sugeriu, em entrevista ao New York Times, a seguinte estratégia para o futuro Estado palestino garantir a segurança de Israel e ser soberano ao mesmo tempo…

 …. Pelos primeiros cinco anos, Israel poderia manter as suas tropas no Vale do Rio Jordão e em outras partes da Cisjordânia. Desta forma, não haveria o risco de este território palestino se transformar em uma nova Faixa de Gaza, com foguetes sendo lançados contra Israel. O aeroporto Ben Gurion de Tel Aviv, bem perto da fronteira, também estaria protegido. Em um segundo momento, depois de uma transição, forças da OTAN (não da ONU, como no Líbano, Sinai e nas colinas do Golã) lideradas pelos EUA permaneceriam indefinidamente no lugar dos israelenses. Não haveria um Exército palestino. A Palestina possuiria apenas uma força policial para garantir a segurança interna

Na minha opinião, esta proposta é espetacular. Garante a soberania palestina e a segurança israelense. E, vou mais longe, tenho quase certeza de que a ideia foi dos EUA. Apenas tiveram a estratégia de usar Abbas para divulgar, obtendo assim o apoio inicial e total dos palestinos.

 Se vocês fossem Benjamin Netanyahu, aceitariam esta proposta? Caso sua resposta seja não, o que propõe no lugar? O premiê, por enquanto, está relutante. Ele não quer “terceirizar” a segurança. 

 

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.