As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Além do Iraque, Obama teme perder Afeganistão para o Irã

gustavochacra

26 de março de 2013 | 10h50

Veja meus comentários sobre EUA-AFEGANISTÃO e  SÍRIA no Jornal das Dez da Globo News

Leia os últimos posts

A TRISTEZA DE VER O LÍBANO VIRAR UMA ILHA

PARA A OPOSIÇÃO LAICA DA SÍRIA, OS EUA SÃO INIMIGOS

PARABÉNS AO CAIO BLINDER PELOS 20 ANOS DO MANHATTAN CONNECTION

Os Estados Unidos não querem perder o Afeganistão como perderam o Iraque. Por este motivo, pretendem manter entre 10 mil e 15 mil tropas remanescentes no país. Para atingir este objetivo, porém, precisam convencer o governo afegão através de medidas amistosas, como a devolução da prisão de Bagram.

No Iraque, ao contrário do que Barack Obama disse na campanha, os EUA pretendiam manter militares em Bagdá. Mas não houve acordo com o governo iraquiano e os americanos foram obrigados a se retirar integralmente. Sem estas tropas, a influência de Washington diminuiu e o Iraque se aproximou do Irã. Hoje o território iraquiano é utilizado para transportes de armas do regime de Teerã para o regime de Damasco, contrariando as posições da Casa Branca, a favor da oposiçãoo síria.

Caso não consigam manter os militares no Afeganistão, os EUA temem que também os afegãos passem para a zona de influência do Irã e, além disso, do Paquistão. Seria, claro, uma enorme derrota ter colocado centenas de milhares de jovens americanos para lutar e gastar trilhões de dólares e ter como resultado o fortalecimento de seu maior inimigo. 

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antisemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no  gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios