As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Democrata x Republicano virou Populista x Libertário?

gustavochacra

29 de janeiro de 2014 | 13h35

Ontem Obama fez o discurso do Estado da União. Não tem muito o que comentar, pois escrevi sobre os outros quatro anteriores e, dias depois, ninguém se recordava do que o presidente havia falado. Mas queria explicar algumas questões da política americana.

Primeiro, existem dois partidos – o Democrata e o Republicano. Os dois defendem o capitalismo e o livre-mercado. Mas os democratas defendem mais envolvimento do governo na economia e políticas sociais liberais, como o casamento gay, direito ao aborto e restrições ao porte de armas. Os republicanos querem um Estado menor na economia e defendem políticas sociais conservadoras.

Na política externa, depende do contexto global no momento e de sentimentos da própria base dos dois partidos. Nos dias de hoje, os democratas são mais propensos do que os republicanos a uma intervenção externa, pois os republicanos, em grande parte, se tornaram isolacionistas; nos anos Bush, era o inverso.

Em segundo lugar, existem subdivisões nos dois partidos. Há democratas que são conservadores sociais e há republicanos libertários. Aliás, falando em libertários, vale entender como se dividem os republicanos.

 . A ala mainstream é composta pelos republicanos tradicionais que mantêm suas posições firmes de um Estado menor e políticas sociais conservadoras tradicionais, sem radicalismos. Hoje a principal figura seria o governador de Nova Jersey Chris Christie e o ex-governador da Flórida Jeb Bush

 .  Os libertários querem praticamente o fim do Estado, indo mais para a direita em economia do que os tradicionais republicanos. Já em questões sociais e política externa, são mais à esquerda do que a esquerda democrata. Tem posições anti-guerra, anti-espionagem e de total respeito aos direitos individuais, incluindo legalização das drogas. Seu principal líder é Ron Paul, embora seu filho e senador Rand, com algumas diferentes visões, seja o maior nome hoje

 . Os conservadores, que equivocadamente ou propositalmente são colocados  no mesmo caldeirão que os libertários no Tea Party, são ultra radicais em suas posições sociais conservadoras de viés religioso. São, portanto, antagônicos aos libertários. Sua principal figura é o senador Ted Cruz, do Texas

 . Por último, os Rockefeller Republicans, quase em extinção. Eles são mais preocupados com a economia, sem querer perder tempo com questões sociais que devem seguir a evolução natural do pensamento da população. Algo liberal em 1950 hoje se tornou ultra conservador. São pragmáticos no poder. Sua última grande figura foi Mitt Romney quando governou Massachusetts

 Os democratas têm as seguintes alas

. Os “blue-dogs”, que seriam os democratas conservadores em questões sociais, mas associados à tradicional classe trabalhadora branca, ligada a sindicatos. Estão em extinção

 . Os democratas de Clinton, que são mais à direita em questões econômicas e liberais em questões sociais, embora sem radicalismos. Sua principal figura é Hillary Clinton

 . Os democratas de Obama são duros em política externa, defendendo ataques com Drones e a espionagem da NSA. Em economia, estão no centro, embora rumando para a esquerda neste momento. São liberais em questões sociais

 . Os democratas populistas estão em alta neste momento com o prefeito de Nova York Bill de Blasio e a senadora de Massachusetts Elizabeth Warren. São esquerda para padrões americanos em economia, questões sociais e política externa

 Portanto, se olharmos para os EUA hoje, vemos um crescimento dos libertários entre os republicanos, embora ainda não em escala suficiente para fazer um candidato a presidente. Isso pode mudar nos próximos dois anos. E vemos um crescimento dos populistas democratas,  mas sem a capacidade de fazer um candidato a presidente

 As alas tradicionais dos dois partidos ainda são as mais fortes, embora enfraquecidas.

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.