As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Como a Coca-Cola e a Microsoft acertam ao apostar em um EUA multicultural

gustavochacra

04 de fevereiro de 2014 | 13h54

Leia hoje também – Um grupo rebelde sírio é tão radical que até a Al Qaeda quer distância

O melhor comercial do Super Bowl, na minha opinião, foi o da Coca-Cola. Exibiu o verdadeiro EUA, que eu conheço nestes oito anos morando em Nova York e por passagens anteriores pela Carolina do Sul e Boston. Um país multicultural, que pode cantar a canção America the Beautiful não apenas em inglês, como em chinês, espanhol e árabe, entre outras dezenas de línguas. Onde o oficial da imigração no aeroporto JFK pode ter nascido no Paquistão, no México ou em Ohio. Onde o presidente é filho de um queniano.

A prova de que o multiculturalismo dos EUA dá certo foi a nomeação de um indiano para CEO da Microsoft nesta terça-feira.  Satya Nadella nasceu na Índia em 1967. Fez faculdade em seu país, no Manipal Institute of Technology, uma espécie de ITA ou Poli local. Posteriormente, se mudou para os EUA, onde cursou mestrado em ciências da computação na Universidade de Wisconsin e MBA em Chicago.

Ele não é o primeiro estrangeiro a ser bem sucedido nos EUA e especialmente na área de tecnologia. No Google, um dos fundadores é russo. O mais genial empreendedor americano de hoje, Elon Musk, nasceu na África do Sul.

Claro, sempre haverá aqui nos EUA e no exterior aqueles que atacam o multiculturalismo. Até mesmo no Brasil, apesar de nós brasileiros imigrantes também sermos membros deste caldo cultural americano. Normalmente, os críticos são mais provincianos. Parabéns para a Coca-Cola por ter realizado esta ode ao multiculturalismo e para a Microsoft por ter promovido um indiano para CEO.

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.