As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Como ficam as primárias nos EUA depois da Super Tuesday?

gustavochacra

02 de março de 2016 | 10h44

Quem venceu a Super Tuesday?

Hillary Clinton, pelos democratas, e Donald Trump, pelos republicanos, foram sem dúvida alguma os maiores vencedores. Cada um deles ganhou 7 de 11 Estados e tiveram mais votos no total. Ambos foram os que conquistaram mais delegados, ampliando a liderança

Mas os outros candidatos podem ser considerados derrotados?

Não totalmente. Entre os republicanos, Ted Cruz (senador pelo Texas) saiu fortalecido ontem. Venceu em 3 Estados, incluindo o Texas, que é o maior de todos. Marco Rubio (senador pela Florida) teve uma performance fraca, mas mesmo assim conquistou seu primeiro Estado – Minnesota. Mesmo John Kasich (governador de Ohio) praticamente empatou com Trump em Vermont. No caso dos democratas, Bernie Sanders venceu quatro Estados.

Dá para dizer que Hillary já é a candidata democrata?

Hillary tem 95% de chance de ser a candidata democrata, de acordo com as bolsas de apostas e tem vencido muitos Estados com dois terços dos votos. A não ser que surja algum escândalo, se tornou praticamente impossível para Sanders reverter a situação, especialmente porque a ex-secretária de Estado tem bem mais super delegados. Além disso, Sanders ainda enfrenta muita dificuldade de atrair o voto latino e negro, que prefere Hillary.

E Trump já pode ser o candidato republicano?

Trump se consolidou como favorito absoluto. Tem 76% de probabilidade de ser o escolhido como candidato, de acordo com as bolsas de apostas. Mas ainda não dá para cravar que já venceu. Ele não conseguiu a maioria dos votos em nenhum Estado. Tem ganho com pluralidades ao redor de um terço. Seus rivais têm dividido o voto. Dá para dizer que, se Rubio ou Kasich não estivessem na disputa, um dos dois teria vencido Virginia e Vermont, por exemplo. Trump se beneficia desta divisão.

O establishment republicano não aceita Trump?

Não. Figuras importantes do partido, como o ex-candidato a presidente Mitt Romney, vários senadores, governadores e o ex-presidente George W. Bush dificilmente apoiarão Trump se ele for o escolhido. Ontem mesmo, Paul Ryan, presidente da Câmara dos Deputados e mais importante político republicano, deixou claro que Trump não representa os valores do partido. Chris Christie, governador de New Jersey que decidiu apoiar Trump, virou motivo de gozação e seis jornais de seu Estado pediram hoje que ele renuncie ao cargo.

Como os três outros candidatos republicanos podem derrotar Trump?

Se os demais desistirem ou se houver uma convenção dividida. Vou me aprofundar nestes temas em outros posts – e, mesmo assim, não é garantido que vençam. Mas, basicamente, Rubio aposta que se fortalecerá se vencer a Florida, seu Estado. Kasich aposta o mesmo em relação a Ohio. Ambas primárias serão no dia 15. Cruz está fortalecido com as vitórias de ontem – não é pouco ganhar o Texas, segundo maior Estado dos EUA e o maior entre os que votam para os republicanos.

 E o Ben Carson?

Não tem mais chance nenhuma e deixou de ser levado em consideração. Mas desfruta de muito respeito entre o eleitorado republicano e o apoio dele será importante no futuro.

Guga Chacra, blogueiro de política internacional do Estadão e comentarista do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários na minha página no Facebook. Peço que evitem comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores. Também evitem ataques entre leitores ou contra o blogueiro.  Não postem vídeos ou textos de terceiros. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a minha opinião e não tenho condições de monitorar todos os comentários

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor) e no Instagram

Tendências: