As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Como o racista republicano Trump pode beneficiar a democrata Hillary?

gustavochacra

09 de julho de 2015 | 09h41

As declarações racistas do celebridade-empresário-palhaço Donald Trump, que disputa as primárias pelo Partido Republicano, podem favorecer a pré-candidata democrata Hillary Clinton. Afinal, seus ataques aos imigrantes mexicanos tendem a afastar a comunidade hispânica ainda mais dos republicanos.

Trump certamente não vencerá as primárias. É um palhaço que apenas busca chamar a atenção, agredindo os outros. Mas sua participação nas primárias ofusca candidatos sérios, como Jeb Bush, Marco Rubio, Scott Walker e Rand Paul. Pode-se ou não concordar com estes pré-candidatos republicanos, e eu discordo em muitos pontos deles, mas são políticos sérios.

Jeb Bush e Rubio vinham tentando uma aproximação maior com os hispânicos. O primeiro, irmão e filho de ex-presidentes, é casado com uma mexicana, fala espanhol fluentemente, morou na Venezuela e tem uma posição moderada em imigração. O segundo, ainda jovem senador, é filho de cubanos e também domina o espanhol. Ambos têm condições de ampliar o eleitorado hispânico entre os republicanos em um embate contra Hillary Clinton, que sequer fala espanhol, embora ainda seja a preferida dos eleitores desta faixa demográfica.

Os republicanos deveriam urgentemente se posicionar claramente contra Trump e buscar isolá-lo dentro das primárias. A celebridade-empresário, que vem perdendo uma série de parcerias comerciais nos EUA e no México depois de suas declarações racistas (e ele se nega a pedir desculpas), precisa ser tratado como um bobo, sem relevância, e não como uma figura que ambicione a Casa Branca. Quem está em festa, com as imbecilidades dele, são os democratas.

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco são permitidos ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus