As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

De Sanaa a Nova York a Cartagena

gustavochacra

18 de março de 2010 | 11h51

Acabei de chegar na terra que mataram Santiago Nassar e me hospedei no hotel localizado no antigo mosteiro onde Sierva Maria de Todos Los Angeles foi encontrada morta. Na segunda, irei para Bogotá e relatarei um pouco da Colômbia que se prepara para era pós-Uribe. Sei que meu foco é Oriente Médio, onde vivi, e Nova York, onde moro atualmente. Até o nome do blog indica que os temas devem ser entre Beirute e Nova York. Porém já escrevi antes sobre Honduras, quando cobri a crise em Tegucigalpa, e Haito, para onde viajei no dia seguinte ao terremoto.

Desta vez, a viagem é para um casamento de um casal de amigos colombianos. E os fanáticos do Oriente Médio podem ficar tranquilos. No meio tempo, também publicarei textos sobre outros assuntos, inclusive da minha viagem ao Yemen. Afinal, tenho muito material da semana que passei naquele país no mês passado e também em Dubai. Sem falar que Cartagena, segundo consta, tem a maior comunidade sírio-libanesa do Caribe. Tanto que Gabriel Garcia Marquez sempre conta dos “turcos” nos seus livros, incluindo o protagonista de Crônica de Uma Morte Anunciada (obs – o escritor é de Aracataca, que teria servido de inspiração para Macondo)

O debate sobre Israel está aberto no tópico anterior. E podem falar da viagem do Lula. Aliás, com o novo formato, os posts ficam abertas indefinidamente.

Obs. Neste sábado, às 16 horas, haverá uma palestra sobre a imigração árabe no Brasil, ministrada pelo professor Osvaldo Truzzi. Já li seu livro, mas não tive o prazer de conhecê-lo. Será no Clube Sírio, localizado na Avenida Indianápolis, 1192 (São Paulo). Se alguém tiver alguma dica de cursos, palestras ou livros (em português) sobre o Oriente Médio ou mesmo política internacional, me envie que publicarei aqui

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.