As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Entenda a importância das fotos de sírios executados e torturados em ação atribuída ao regime

gustavochacra

22 de janeiro de 2014 | 12h46

Cerca de 55 mil fotos supostamente documentando a morte em escala industrial de 11 mil prisioneiros do regime sírio foram divulgadas nesta semana. Abaixo, tento explicar a importância delas

O que são as fotos?

São imagens de corpos de pessoas que teriam sido mortas pelo regime. Estas fotos indicam ter havido tortura e certamente podem ser classificadas como crime contra a humanidade e até mesmo genocídio

Quem tirou as fotos?

Segundo os relatos, seria um fotógrafo ligado ao regime que teria desertado e se identifica apenas como Cesar

Por que o regime permitiu que ele tirasse as fotos?

Seria, segundo o fotógrafo, para dar atestado de óbito para as vítimas e para dizer que os responsáveis pelas mortes dos prisioneiros estavam cumprindo ordens do regime

Quem divulgou as fotos?

O regime do Qatar, que apoia a oposição, recebeu as imagens de Cesar e as encaminhou para especialistas em direito internacional na Europa

O que dizem estes especialistas em direito internacional?

Eles dizem ter que tiveram liberdade para trabalhar e confirmaram as execuções e tortura dos prisioneiros

Por que apenas algumas fotos foram divulgadas?

Porque, segundo os especialistas, o fotografo poderia ser identificado e sua família correria risco na Síria

Mas o regime sírio não saberia quem é este fotografo, afinal não deve haver tantos e ele seria facilmente identificado pois desertou? Estas outras fotos existem mesmo?

Os responsáveis pela divulgação não respondem a esta pergunta. Mas são profissionais sérios e não teriam motivo para mentir sobre a existência das demais imagens. E as que foram divulgadas por si só já retratam os massacres

O que diz o regime sírio?

Afirma que as mortes podem sido provocadas pelos próprios opositores, que também possuem centros de detenção. Além disso, o Qatar, responsável pela divulgação, pode ter armado tudo. Por último, o regime não nega que tenha matado rebeldes detidos, classificados por eles como terroristas

Qual a novidade destas fotos, se todos sabem que o regime e os rebeldes cometem atrocidades e muitas imagens já foram divulgadas?

Seria mais o impacto de pessoas ao redor do mundo verem estas fotos e a imagem de Assad ficar ainda mais repugnante, interrompendo uma onda de crescimento de um consenso sobre a permanência do líder sírio no poder. Além disso, há a questão da escala industrial das mortes

As imagens podem afetar as negociações em Genebra?

Haverá uma pressão maior contra o regime de Assad. Mas não o suficiente para seus representantes fazerem maiores concessões, como o estabelecimento de um governo de transição. Afinal, Assad tem apoio da Rússia e está vencendo o conflito, enquanto a oposição cada vez mais se radicaliza, com grupos associados à Al Qaeda

As fotos aumentam a probabilidade de os EUA intervirem militarmente no conflito?

Não. O governo Obama não está disposto a se envolver na Síria. Há a questão da cooperação do regime de Assad na questão das armas químicas. Washington prefere seguir pela via diplomática

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.