As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Entenda o novo cenário na Síria

gustavochacra

11 de setembro de 2013 | 12h22

Leia também

A teoria do Cisne Negro resolveu a crise na Síria

Teoria dos Jogos para entender o dilema de Assad

Por que os cristãos sírios apoiam Assad?

Entenda a batalha da Síria no Congresso dos EUA

O dicionário de Obama para a Síria

O Argumento dos libertários do Partido Republicano contra uma intervenção na Síria

Como Obama conseguirá convencer o Congresso a autorizar uma intervenção?

Por que a Rússia apoia Assad?

Uma tentativa de explicar a crise das armas químicas na Síria

Por que Assad teria usado armas químicas? Respostas curiosas neste post

Uma intervenção militar contra Assad será péssima para os cristãos sírios

Como seria a resposta de Assad a bombardeios dos EUA e seus aliados

Um resumo das armas químicas na Síria

Qual estratégia de Obama para a Síria? Um bombardeio punitivo, sem derrubar Assad

O cenário de hoje para a crise síria pode não ser perfeito. Mas é melhor do que o anterior ao ataque químico (status quo anti) e ao das últimas semanas (ameaça de intervenção). Vou explicar cada um deles

Status quo anti

. Regime de Assad supostamente usando armamentos químicos

. Regime de Assad vencendo a guerra vencendo a guerra

. Sem perspectiva de solução para a crise

. Oposição cada vez mais radicalizada com grupos ligados à Al Qaeda

. ONU paralisada

. EUA e Rússia não dialogavam mais sobre o conflito

Ameaça de intervenção

. EUA podendo se envolver em mais uma guerra no Oriente Médio

. Risco de resposta de Assad contra países vizinhos

. Centenas de milhares ou mesmo milhões de refugiados tentando cruzar para o Líbano

. Oposição radical atacando vilas cristãs e podendo se aproveitar de um enfraquecimento do regime

Novo cenário

. ONU volta a ser ativa na resolução do conflito

. Rússia e EUA dialogam

. Possibilidade, ainda que complicada, de o regime de Damasco abdicar de suas armas químicas de forma pacífica

. Assad, como no status quo anti, ainda tende a seguir vencendo a guerra com armas convencionais e apoio do Hezbollah, Iraque e Irã

. Seus adversários na oposição, sem o bombardeio, tendem a se radicalizar ainda mais e Al Qaeda pode crescer

Qual das alternativas vocês preferem?

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antisemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios