As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Guia para acompanhar a primária de New Hampshire

gustavochacra

09 de fevereiro de 2016 | 13h19

Sei que é carnaval, mas hoje tem a segunda etapa das primárias dos EUA. Vale lembrar, mais uma vez, que nas primárias americanas não vale necessariamente a colocação e o número de votos, mas o desempenho do candidato em relação à expectativa. Por este motivo, no cáucus, de Iowa, o senador Marco Rubio (Florida) foi considerado um vencedor mesmo ficando em terceiro lugar. E Donald Trump foi considerado um perdedor mesmo ficando em segundo. Diante destas informações, vou analisar o que espera cada um hoje

 

REPUBLICANOS

 

Donald Trump (empresário)

Perfil – Populista

Probabilidade de vitória – 69%

Provável votação – 26,8%

O que esperar – líder nas pesquisas, Trump precisa vencer por dois dígitos para ser considerado um grande vencedor. Caso vença por apenas um dígito, será um resultado aceitável. Mas, se terminar em segundo lugar, será descrito como um derrotado e terá dificuldades para se reerguer

 

Marco Rubio (senador pela Florida)

Perfil – conservador do establishment

Probabilidade de Vitória – 11%

Provável votação – 15,7%

O que esperar – saiu de Iowa como o candidato do momento e alguns até cogitavam que poderia ultrapassar Trump em New Hampshire. Mas, após ter sido massacrado no debate por Chris Christie, viu a expectativa em relação a ele ser diminuída. O segundo lugar será um resultado bom. Mas, de terceiro para baixo, será ruim. Não pode ficar para trás de outros candidatos do Establishment, como Jeb Bush, John Kasich e Christie

 

John Kasich (governador de Ohio)

Perfil – moderado do establishment

Probabilidade de Vitória – 10%

Provável votação – 15,2%

O que esperar – esquecido pela mídia, tem aparecido bem nas pesquisas em New Hampshire. Se terminar em segundo, emerge como o candidato do establishment. Caso fique em terceiro, será um bom resultado. O quarto lugar praticamente o elimina da disputa

 

Jeb Bush (ex-governador da Florida)

Perfil – moderado do establishment

Probabilidade de vitória – 6%

Provável votação – 13,2%

O que esperar – Precisa terminar à frente dos outros candidatos do establishment para justificar a sua permanência na disputa. Seu objetivo maior é superar Rubio e, se possível, terminar em segundo. Isso o reergueria e, provavelmente, voltaria a ser o candidato das elites do partido

 

Ted Cruz (senador pelo Texas)

Perfil – conservador religioso

Probabilidade de Vitória – 4%

Provável Votação – 12%

O que esperar – É quem tem menos a perder em New Hampshire, pois o Estado, mais liberal, não representa o seu perfil de seu eleitor, mais religioso, como em Iowa. Vitorioso em Iowa, ele já pensa nos próximos Estados. Mas terminar em segundo ou terceiro o fortalecerá. Terminar em quarto ou quinto será quase irrelevante

 

Chris Christie (governador de New Jersey)

Perfil – moderado do establishment

Probabilidade de vitória – 1%

Provável votação – 7,2%

O que esperar – Seu cenário é idêntico ao de Kasich, mas com um desempenho bem pior nas pesquisas. Isto é, se terminar em segundo (bem difícil), emerge como o candidato do establishment. Caso fique em terceiro, será um bom resultado. O quarto lugar praticamente o elimina da disputa

 

Carly Fiorina (executiva)

Perfil – conservadora outsider

Probabilidade de vitória – 0%

Provável votação – 5,2%

O que esperar – Fiorina já é vista como carta fora do baralho e sequer se classificou para o último debate. Qualquer resultado é quase irrelevante

 

Ben Carson (médico)

Perfil – conservador religioso

Probabilidade de vitória – 0%

Provável votação – 2,9%

O que esperar – New Hampshire é um Estado com um perfil de eleitor bem diferente do dele. Portanto não tem muito a perder. Além disso, está bem enfraquecido por não ter ido bem em Iowa, um Estado mais religioso como ele. Já é visto como carta fora do baralho

 

Jim Gilmore (ex-governador da Virginia)

Perfil – conservador

Probabilidade de vitória – 0%

Provável votação – 0%

O que esperar – seguir como motivo de chacota e conseguir mais do que os 12 votos que conquistou em Iowa

 

DEMOCRATAS

 

Bernie Sanders (senador por Vermont)

Perfil – social-democrata (ou socialista democrata, segundo ele)

Probabilidade de vitória – 99%

Provável votação – 54,9%

O que esperar – Como provavelmente será o vencedor, a diferença na votação será importante. Caso seja por dois dígitos, sairá extremamente fortalecido. Mesmo se for por um dígito, também pode celebrar. O problema é se por poucos votos

 

Hillary Clinton (ex-secretária de Estado)

Perfil – moderada

Probabilidade de vitória – 1%

Provável votação – 40,5%

O que esperar – É o inverso de Sanders. Precisa perder por apenas um dígito para sair um pouco menos enfraquecida. Se a diferença for de apenas 3 pontos percentuais ou menos, pode ser vista como vitoriosa

Obs. Os números são do FiveThirtyEight

Guga Chacra, blogueiro de política internacional do Estadão e comentarista do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários na minha página no Facebook. Peço que evitem comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores. Também evitem ataques entre leitores ou contra o blogueiro.  Não postem vídeos ou textos de terceiros. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a minha opinião e não tenho condições de monitorar todos os comentários

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor) e no Instagram

Tendências: