As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Guia para entender as negociações do programa nuclear do Irã

gustavochacra

15 de outubro de 2013 | 10h58

Meu comentário sobre as negociações nucleares do Sexteto com o Irã no Globo News Em Pauta de ontem

O Irã e o Sexteto, composto pelos cinco países membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas (EUA, Reino Unido, Rússia, China e França) mais a Alemanha, começam a negociação sobre o programa nuclear iraniano com o regime de Teerã hoje em Genebra.

As demandas do Sexteto são

 .  Suspensão do enriquecimento de urânio a 20%

. Remoção dos estoques de urânio enriquecido para outro país

. Fechamento da usina de Fordo

. Suspensão dos trabalhos do reator em Arak, onde seria possível enriquecer plutônio

. Limite na instalação de centrifugas

. Inspeções mais intrusivas

O que o Irã pode aceitar

. Provavelmente, concordaria em congelar o enriquecimento de urânio neste momento em troca de redução nas sanções

Por que o Irã estaria mais disposto a um acordo agora

. Efeitos das sanções são gigantescos

. Economia está em retração

. Novo governo possui discurso mais moderado

Por que o Sexteto estaria mais disposto a um acordo agora

. Novo governo do Irã é mais moderado

. Irã é fundamental para a resolução das guerras da Síria e do Iraque e também para o futuro do Afeganistão, além da estabilidade do Líbano

. Alternativa a acordo pode ser uma ação preventiva de Israel, podendo levar a uma ampla guerra regional

. Se não houver acordo, aumenta a possibilidade de o Irã atingir um estágio no qual será capaz de produzir a bomba

Quais os obstáculos

. Facções mais radicais do regime iraniano se opõem a concessões

. Nos EUA, membros do Congresso querem sanções ainda mais duras pois avaliam que estas sejam eficientes

 Qual a estratégia de Obama

. Dialogar com  Irã

. Manter as sanções

. Deixar aberto, via Israel, a possibilidade de uma ação militar preventiva

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antisemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.