As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Livni está nas mãos de Barak

gustavochacra

21 de setembro de 2008 | 11h43

Análise publicada no Haaretz indica que não será tão simples para Tzipi Livni conseguir formar um novo governo em Israel. Basicamente, ela depende de o Partido Trabalhista continuar na coalizão. Mas Ehud Barak, líder trabalhista, que se reuniu com o conservador Benjamin Netanyahu, do Likud, não estaria disposto a seguir aliado ao Kadima.

Se isso ocorrer, Livni terá que enfrentar eleições, nas quais, como afirmei em post anterior, o Likud é favorito, com enorme possibilidade de Netanyahu voltar ao poder.

Uma vitória de Livni é fundamental para o processo de paz no Oriente Médio. Não é a toa que o presidente da Síria, Bashar al Assad, e o palestino, Mahmoud Abbas, demonstram simpatia ao mencionar o nome de Livni. Claro, sempre haverá uma série de críticas à ministra. Muitas corretas. Outras nem tanto. Mas qualquer pessoa realista sabe que Livni é melhor para a paz do que Netanyahu. A dúvida é se Barak também pensa assim.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.