As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na TV Estadão, falo da Síria; e assistam ao documentário Returno to Homs

gustavochacra

13 de fevereiro de 2014 | 18h50

 OS COMENTÁRIOS VOLTARAM PARA O WORDPRESS. MAS O BLOG ENFRENTA ALGUNS PROBLEMAS TÉCNICOS QUE DEVEM SER SOLUCIONADOS EM BREVE. PEÇO DESCULPAS

Hoje, em vez de escrever sobre a Síria, decidi comentar na TV Estadão. Pois é, além do Globo News Em Pauta, da Rádio Estadão 92.9 FM, do blog e da coluna no Estadão Noite, também tenho os comentários na TV Estadão. Espero que gostem. Falo das três “frentes” da Guerra da Síria hoje – Conselho de Segurança da ONU em NY, negociações em Genebra entre regime e oposição e trégua em Homs, esta cidade de onde vieram tantos brasileiros. Falando em Homs, recomendo também o documentário Return to Homs. O trailer segue abaixo

 

 

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, antocristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.