As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O que significa ter um iraniano com passaporte roubado no Boeing desaparecido?

gustavochacra

11 de março de 2014 | 08h25

Sigo de férias em São Paulo e escrevo este post via celular. Por este motivo, peço desculpas por possíveis erros de digitação. Hoje foi informado que um dos homens que viajava no Boeing 777 desaparecido da Malásia seria iraniano. Algumas pessoas já dizem que isso indica terrorismo. Pode até ter sido um ato terrorista, mas vamos ver alguns fatos

1) A mãe do iraniano afirma que o filho pretendia chegar à Alemanha, onde ela mora, e pedir asilo

2) Não houve nenhum atentado terrorista cometido por iranianos no ano passado ou nos últimos anos (há pelo menos duas décadas um cidadão do Irã não comete um ato suicida)

3) Dezenas de milhares de iranianos e milhões de pessoas ao redor do mundo, incluindo brasileiros, adquirem passaportes roubados para fugir da Justiça, traficar drogas, imigrar e pedir asilo

4) Nenhum grupo reivindicou o atentado e o alvo não tem ligação com os EUA, Israel, Síria, Rússia, Líbano e Iraque, que são nações alvejadas por terrorismo

5) Não há, segundo as investigações, indicações do que pode ter ocorrido

Portanto tomem cuidado – o fato de a pessoa ser iraniana  não significa que ela seja ou apóie o terrorismo, assim como ser brasileiro não significa que sejamos traficantes de drogas. Não sei e ninguém sabe se foi terrorismo. O rapaz iraniano, aparentemente, apenas buscava uma vida melhor na Alemanha

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: