As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O que vocês acham de Condoleezza Rice para vice de Romney?

gustavochacra

19 de abril de 2012 | 17h45

A ex-secretária de Estado Condoleezza Rice lidera pesquisa entre os republicanos para ser a escolhida como vice de Mitt Romney, atualmente líder nas intenções de voto para a Presidência dos Estados Unidos.

Mulher, negra, experiente em política externa e avessa a polêmicas, Condi, como ela é chamada, se encaixaria perfeitamente em uma chapa com Romney. Seria certamente um reforço de peso para o ex-governador tentar atrair o voto feminino, onde ele ainda perde de Obama, e também das minorias.

Claro, Rice sofre resistência da ala mais conservadora dos republicanos por seu perfil relativamente moderado. Neste sentido, ela não ajudaria Romney com os eleitores do Tea Party. Mas estes certamente não votarão em Obama.

Além dela, uma série de nomes vem sendo discutida. Chris Christie, governador de Nova Jersey, tem carisma, mas suas declarações bombásticas podem atrapalhar. Rob Portman, senador por Ohio, e Mitch Daniels, governador de Indiana, são muito parecidos com Romney. Jon Huntsman dificilmente seria o escolhido porque a chapa seria 100% mórmon. Marco Rubio, senador da Flórida, é forte entre os cubanos, mas não no restante da comunidade hispânica. Rick Santorum ainda tem a imagem de rival.

Vale lembrar que, em 2008, ninguém cogitava Sarah Palin ou Joe Biden. A primeira era uma desconhecida governadora do Alaska. O atual vice havia marcado as primárias por um desempenho fraco e pela gafe ao dizer que Obama era “um afro-americano articulado”. Portanto, podem aguardar surpresa. Mas difícil imaginar alguém melhor do que Rice para Romney.

Leiam ainda o blog Radar Global. Acompanhem também a página do Inter do Estadão no Facebook

Comentários islamofóbicos, anti-semitas e anti-árabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

O jornalista Gustavo Chacra, correspondente do jornal “O Estado de S. Paulo” e do portal estadão.com.br em Nova York e nas Nações Unidas desde 2009, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já fez reportagens do Líbano, Israel, Síria, Cisjordânia, Faixa de Gaza, Jordânia, Egito, Turquia, Omã, Emirados Árabes, Iêmen e Chipre quando era correspondente do jornal no Oriente Médio. Participou da cobertura da Guerra de Gaza, Crise em Honduras, Crise Econômica nos EUA e na Argentina, Guerra no Líbano, Terremoto no Haiti e crescimento da Al-Qaeda no Iêmen. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires. Este blog foi vencedor do Prêmio Estado de Jornalismo, empatado com o blogueiro Ariel Palacios

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.