As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Parabéns ao jornalista internacional Caio Blinder pelos 20 anos de Manhattan Connection

gustavochacra

24 de março de 2013 | 14h59

Veja meu comentário no JORNAL DAS DEZ DA GLOBO NEWS sobre Israel-Turquia e também da renúncia do premiê libanês

Vou aproveitar o aniversário de duas décadas do Manhattan Connection para agradecer ao Caio Blinder. Ao longo dos meus anos como correspondente em Nova York e agora também como comentarista  na Globo News, ele foi o jornalista que mais me deu apoio e conselhos importantes para a minha carreira no blog, no jornal, na rádio e agora na TV.

Afinal, a história de sucesso do Caio Blinder serve de exemplo para mim e muitos outros jovens brasileiros. Ele deixou São Paulo para estudar nos EUA e construir uma vida aqui. Fez mestrado, começou doutorado, conheceu a mulher, tem duas filhas lindas, trabalhou como correspondente e colunista de jornal (Folha e Estado) e acabou na TV. Hoje tem um ótimo blog na Veja sobre política internacional (leio todos os dias e recomendo), comenta na rádio Jovem Pan e, como todos sabem, integra o Manhattan Connection desde o primeiro programa.

O Caio Blinder também é das pessoas com quem mais gosto de conversar sobre política internacional. No caso dos EUA, não concordamos em tudo. Ele é mais tolerante com o Barack Obama, enquanto eu sou muito crítico do presidente americano, especialmente em economia. No Oriente Médio, temos visões mais próximas, sendo céticos sobre o futuro da Síria e o processo de paz entre israelenses e palestinos.

No ano passado, quando lancei um livro com outros jovens brasileiros que vivem no exterior, o Caio Blinder me chamou para participar como convidado do Manhattan Connection. Embora o programa seja gravado no mesmo estúdio onde participo do Globo News Em Pauta e do Jornal das Dez, dividir a bancada com o Lucas Mendes e o Caio Blinder foi um dos momentos que mais me deixaram feliz no jornalismo. Foi como atuar com a seleção brasileira por um dia.

O polivalente Diogo Mainardi, o economista Ricardo Amorim e o Pedro Andrade, com suas ótimas reportagens sobre Nova York, também foram extremamente gentis comigo quando fui entrevistado. E, claro, tem a produtora Angélica, que eu vejo quase todos os dias quando vou à Globo em Tribeca.

Queria ter conhecido o Paulo Francis, um dos maiores marcos do jornalismo brasileiro. Também fico impressionado como o Pedro Andrade é antenado com os acontecimentos em Nova York, com o didatismo econômico do Ricardo Amorim e com a cultura do Diogo Mainardi. Mas, no Manhattan Connection, sou fã mesmo do meu amigo Caio Blinder, que tem a verdadeira cara de Nova York, incluindo a particularidade de morar em Nova Jersey, o que é 100% nova-iorquino. Quem o critica deveria conhecê-lo pessoalmente. É um craque regido pelo maestro Lucas Mendes. 

Aqui, vocês podem assistir à minha participação no Manhattan Connection em agosto do ano passado

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antisemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no  gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.