As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por que as pessoas acham que a Guerra do Iraque acabou?

gustavochacra

12 de agosto de 2013 | 10h54

O Iraque ainda está em Guerra Civil. Apenas ontem, 80 pessoas morreram em atentados cometidos pela Al Qaeda. Já pensaram se fosse em outro lugar do mundo, mesmo na Síria? Seria manchete de todos os jornais e redes de TV. Analistas estariam comentando sem parar.

Mas, por incrível que pareça, surgiu uma narrativa sobre um suposto fim da Guerra do Iraque. Obviamente, existe uma confusão entre a retiradas das tropas americanas o encerramento de um conflito mais mortífero do que a Guerra da Síria ao longo de seus dez anos.

A guerra não acabou em momento algum. Sem dúvida, depois do auge da violência em 2006 e 2007, houve uma redução no conflito nos anos posteriores devido ao surge de George W. Bush e, acima de tudo, ao pagamento de mesadas a lideranças sunitas. Em 2011, a situação estava bem melhor. A retirada das tropas americanas, o fim da mesada e o início da Guerra da Síria, porém, fizeram o cenário se deteriorar mais uma vez nos últimos dois anos.

As forças iraquianas não conseguem manter o mesmo controle que as dos EUA, com mais de 100 mil homens. Os líderes sunitas, sem as mesadas, se voltam contra um governo controlado pelo xiita, embora secular, Nouri Al Maliki. Para completar, a Guerra da Síria abriu espaço para a Al Qaeda e grupos rebeldes sunitas que atuam livremente pelos dois lados da fronteira.

Sei que os olhos do Oriente Médio se voltam para a matança na Síria, ao novo regime militar no Egito e aos ataques de Drones dos EUA no Yemen. Mas, em nenhum lugar, a Al Qaeda está tão forte quanto no Iraque.

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antisemitas e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no  gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios


Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.