As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por que há uma coalizão contra o ISIS, mas não contra o Boko Haram na África?

gustavochacra

15 de setembro de 2014 | 11h11

Dois grupos ultra extremistas armados e terroristas que adotam uma visão distorcida do islamismo controlam territórios ao redor do mundo – um deles na África e outro no Oriente Médio. Mas, como vocês devem ter notado, não há nenhuma coalizão para derrotar o Boko Haram na Nigéria, e há, por outro lado, uma gigantesca coalizão do Ocidente e do Mundo Árabe para enfrentar o ISIS (também conhecido como Grupo Estado Islâmico) no Iraque e na Síria. Por que existe esta diferença?

O Boko Haram se localiza em uma área rica em petróleo, assim como o ISIS

. O Boko Haram persegue minorias religiosas, como os cristãos, assim como o ISIS

. O Boko Haram mata também muçulmanos, assim como o ISIS

. O Boko Haram sequestra e escraviza meninas, assim como o ISIS.

Existe, porém, algumas diferenças

. O ISIS atrai ocidentais para lutar a seu lado em uma escala bem maior do que o Boko Haram. Isso eleva o temor de alguns destes membros do ISIS no futuro realizarem atentados terroristas no Ocidente

. Os EUA e outros países ocidentais têm um sentimento de culpa em relação ao Iraque, visto que ocuparam o país por oito anos. No caso da Nigéria, não dá para culpá-los pelo atual cenário

. O ISIS sequestrou e decapitou americanos e europeus (vá lá, o Boko Haram faria o mesmo se conseguisse)

. O ISIS também se posiciona dentro de um conflito sectário maior de enorme repercussão geopolítica. Mais nações são afetadas, incluindo algumas com forte poder militar, como a Arábia Saudita, Irã e mesmo Israel.

Claro, isso não justifica, mas explica a diferença. Isolacionistas defenderão que o Ocidente não se envolva em nenhum dos conflitos. Intervencionistas dirão que uma coalizão deveria se focar tanto no ISIS como no Boko Haram. Realistas dirão, como no parágrafo acima, que apenas contra o ISIS faz sentido. Outros, por sua vez, dirão que o problema do Ébola no Oeste da África, especialmente na Libéria, oferece um risco bem maior para a humanidade.

Qual seria a sua opção?

1) Isolacionista

2) Intervencionista

3) Realista

4) Foco no Ébola

5) Mistura de algumas destas opções?

Não sei como faz para publicar comentários. Portanto pediria que comentem no meu Facebook (Guga Chacra)  e no Twitter (@gugachacra), aberto para seguidores

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco são permitidos ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugacha