As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por que não havia terrorismo associado ao Islamismo antes dos anos 1980?

gustavochacra

08 Maio 2014 | 16h49

Uma pergunta que poucos fazem é sobre quais seriam os motivos de quase todas as organizações terroristas dizendo agir em nome dos muçulmanos terem sido formadas nos últimos 30 anos. Mais interessante, por que algumas das mais radicais, como o Boko Haram e o ISIS (considerado extremista até pela Al Qaeda), foram fundadas apenas neste século?

A Al Qaeda surgiu no final dos anos 1980, começo dos 1990. O Hamas é da mesma época, assim como o Taleban. O ISIS surgiu há alguns anos no Iraque. A Frente Nusrah é mais recente ainda e tem base na Síria. O Boko Haram é de 2002, mas passou a usar o terrorismo como tática em 2009. Isso sem falar nos braços da Al Qaeda, como o AQAP e o AQIM.

Noto que grupos no mundo islâmico, especialmente palestinos, usaram o terrorismo nos anos 1960 e 70. Mas não eram organizações islâmicas. Um dos maiores terroristas palestinos era o cristão George Habash, da Frente pela Libertação da Palestina. O Fatah, com uma série de membros cristãos, mesmo quando esteve envolvido em atos classificados como terroristas, tinha viés nacionalista, não islâmico. Munique tampouco foi um atentado religioso, mas nacionalista.

Boko Haram NÃO representa muçulmanos, que condenam SIM sequestro de meninas

Entenda o sequestro de mais de 200 meninas pelo Boko Haram na Nigéria

É errada a informação de que muçulmanos matam 100 mil cristãos por ano, diz BBC

  Portanto o Iraque, Líbano, Síria, Líbia, Nigéria, Yemen e o país que você escolher não tinha terrorismo de viés islâmico até os anos 1980. Pense bem e diga qual atentado cometido em nome da religião islâmica ocorreu antes dos anos 1990 no mundo ocidental?
O que aconteceu? Foi o fim da Guerra Fria? A Revolução Islâmica no Irã não faria sentido, pois aconteceu em uma nação xiita, enquanto todos os grupos citados acima são sunitas. O apoio dos EUA aos mujahedeen na primeira Guerra do Afeganistão contra os soviéticos? Talvez tenha influência. Mas deixo a resposta para os leitores, porque realmente não sei.

Para os mais velhos, apenas lembrem que, em carnavais passados, cantávamos “Alá meu bom Alá” e as mulheres muçulmanas (chamadas de maometanas no Brasil) eram associadas a odaliscas e os homens variavam entre sultões em orgias ou heróis como Aladdin.

Apenas comentários do post do dia ou do post prévio serão publicados

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios