As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por que o mundo não aguenta mais os políticos?

gustavochacra

03 Maio 2016 | 10h12

O mundo não aguenta mais seus políticos. Não imaginem que seja algo restrito ao Brasil. O movimento anti-político afeta diferentes partes do planeta. Nos EUA, candidatos outsiders ganham força. No Reino Unido, também. O mesmo vale para o Leste Europeu e para a França. Iraquianos não suportam mais seus políticos na zona verde em Bagdá. Os libaneses também não se consideram representados por seus deputados. E, obviamente, os brasileiros não toleram mais seus governantes.

São raros os líderes mundiais democráticos respeitados. Talvez Angela Merkel, na Alemanha, Barack Obama, em fim de carreira nos EUA, e Justin Trudeau no Canadá – este em início de carreira.

Alguns motivos indicam este movimento atual. Primeiro, a pulverização da informação e das opiniões. Hoje há uma cobrança muito maior durante 24 horas por dia dos governantes. Eles estão expostos o tempo todo. A cobertura é total e massacrante. Em segundo lugar, a política, nos tempos de Silicon Valley, ficou no século passado. As pessoas vivem em um mundo diferente e mais avançado do que o dos governantes. Os partidos simplesmente não representam a população. Pense rápido e diga se você se identifica com algum partido no Brasil?

Por último, e talvez seja até o mais importante, jovens talentos não entram para a política. Preferem ir para a iniciativa privada ou para o terceiro setor. Por exemplo, um jovem da área de desenvolvimento econômico pode fazer muito mais pelo mundo na fundação de Bill Gates do que em um governo atrasado no México. Ninguém quer se misturar com os corruptos.

Guga Chacra, blogueiro de política internacional do Estadão e comentarista do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários na minha página no Facebook. Peço que evitem comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores. Também evitem ataques entre leitores ou contra o blogueiro.  Não postem vídeos ou textos de terceiros. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a minha opinião e não tenho condições de monitorar todos os comentários

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor) e no Instagram