As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por que os EUA culparam Israel, e não a Palestina, pelo colapso das negociações de paz?

gustavochacra

08 de abril de 2014 | 18h10

Desta vez, ao contrário do que sempre ocorre nas duas décadas de processo de paz no Oriente Médio, os Estados Unidos culparam Israel, e não a Autoridade Palestina, pelo fracasso nas negociações. Não que o secretário de Estado, John Kerry, tenha inocentado os palestinos. Mas afirmou que os principais responsáveis foram os israelenses.

De acordo com Kerry, a decisão do governo de Benjamin Netanyahu de anunciar a construção de 700 novas unidades habitacionais em um assentamento, quatro dias depois de não ter cumprido o compromisso acordado de libertar a quarta leva de prisioneiros palestinos, provocou o colapso das negociações.

O secretário de Estado também criticou a Autoridade Palestina por, em resposta às ações de Israel, ter decidido ingressar em 15 agências e convenções da ONU – organizações internacionais, como a Human Rights Watch, elogiaram os palestinos por terem aderido a tratados de defesa dos direitos humanos e contra a tortura.

Como escrevi aqui diversas vezes, caso não haja um acordo de paz com a criação do Estado palestino, Israel tende a ficar cada vez mais isolado internacionalmente. Seria inimaginável um secretário de Estado dos EUA criticar formalmente Israel pelo fracasso nas negociações.

Apenas comentários do post do dia ou do post prévio serão publicados

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.