As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por que Trump e Sanders fazem sucesso ao atacar o livre mercado?

gustavochacra

10 de março de 2016 | 10h52

Bernie Sanders e Donald Trump são dois candidatos completamente diferentes e estão em espectros políticos opostos

. Sanders defende o direito ao aborto. Trump é contra

. Sanders defende o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Trump é contra

. Sanders acredita na ciência em relação às mudanças climáticas. Trump, não

. Sanders não deportará imigrantes sem documentos. Trump diz que deportará 11 milhões

. Sanders defende saúde universal, como no Canadá. Trump afirma apenas que seu plano de saúde será genial, sem dar detalhes

. Sanders defende que as universidades públicas sejam gratuitas. Trump não tem posição sobre o tema

A lista de diferenças prossegue em política externa e outros temas sociais. Mas, em um tema, Sanders e Trump concordam. Ambos são protecionistas e contra o livre mercado

. Defendem posições econômicas que seriam classificadas como esquerdistas

. Querem impor tarifas a importações

. Querem encontrar formas de obrigar empresas americanas, como a Apple, a fabricarem seus produtos nos EUA e não na China ou México

. Querem desfazer acordos comerciais.

Os republicanos, historicamente, sempre foram o partido do livre mercado. Os democratas eram mais intervencionistas na economia. Mas tudo começou a mudar desde que Bill Clinton chegou ao poder, com os democratas também defendendo o liberalismo econômico.

Com o colapso de 2008 e a crise econômica posterior, muitos americanos começaram a se sentir marginalizados na economia. Isso ocorreu especialmente entre os trabalhadores de regiões industriais, como Michigan. Não é a toa que muitos dos eleitores de Trump e mesmo de Sanders vêm destas áreas.

Mas Trump e Sanders devem tomar cuidado. Protecionismo costuma ser ruim para a economia. O livre mercado está por trás do sucesso econômico de nações no mundo todo, como a China e o próprio EUA. O populismo de ser contra o livre mercado pode estar na moda agora. Mas será péssimo no longo prazo para os americanos e para o mundo. E me perguntam quais candidatos seriam os piores para o Brasil? Trump e Sanders, justamente por suas posições econômicas.

Na América Latina, nações como a Argentina conseguem se livrar do populismo. Esperamos que os EUA não siga o caminho oposto, adotando o populismo de Trump e Sanders.

Guga Chacra, blogueiro de política internacional do Estadão e comentarista do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários na minha página no Facebook. Peço que evitem comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores. Também evitem ataques entre leitores ou contra o blogueiro.  Não postem vídeos ou textos de terceiros. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a minha opinião e não tenho condições de monitorar todos os comentários

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor) e no Instagram