As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quem é Carly Fiorina, a única mulher pré-candidata republicana nos EUA?

gustavochacra

04 de maio de 2015 | 10h27

Carly Fiorina, que anunciou sua pré-candidatura nesta segunda, é a única mulher nas primárias presidenciais republicanas, uma das mais disputadas das últimas décadas. E, provavelmente, ela não será a escolhida do partido. De acordo com compilação de pesquisas, está com pouco mais de 1% dos votos, em um terceiro escalão dos candidatos.

Os favoritos são Jeb Bush (ex-governador da Florida), Scott Walker (governador de Wisconsin) e Marco Rubio (senador pela Florida). No segundo escalão, viriam Ted Cruz (senador pelo Texas), Rand Paul (senador por Kentucky) e Mike Huckabee (ex-governador de Arkansas).

Ainda assim, vale a pena observar Fiorina, pois se trata da candidata com maior visão empresarial entre os mais de dez prováveis pré-candidatos republicanos. A republicana foi CEO da HP entre 1999 e 2005 e sua plataforma tem foco em economia, não em temas sociais ou política externa como os rivais do partido. Seria, de uma certa forma, como Mitt Romney, quase uma Rockefeller Republican, hoje em extinção. Esta foi sua agenda ao se candidatar ao Senado na Califórnia em 2010.

Por ser da Califórnia, um Estado liberal (no sentido americano, de esquerda, não do europeu, de liberalismo econômico) e democrata em eleições presidenciais, Fiorina é um dos mais liberais pré-candidatos republicanos em relação aos homossexuais. Por exemplo, ela defende a união civil entre pessoas do mesmo sexo (mesma posição de Obama quando este era pré-candidato) e o direito de casais do mesmo sexo terem benefícios governamentais.

Talvez, no caso de Hillary confirmar seu favoritismo como candidata democrata, Fiorina se encaixaria perfeitamente em uma chapa republicana como vice. Talvez este seja o objetivo dela ao se lançar como candidata.

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco são permitidos ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus.