As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Quem é melhor para os imigrantes brasileiros nos EUA, Obama ou irmão de Bush?

gustavochacra

07 de abril de 2014 | 10h35

A administração de Barack Obama deportou 2 milhões de imigrantes sem documentos desde 2009. Este número é maior do que o de todos os outros presidentes somados, de George Washington a George W. Bush. E não imagine que sejam criminosos, conforme já escrevi aqui no passado.

De acordo com levantamento do New York Times, publicado em reportagem de capa nesta segunda, o cenário é ainda mais grave. Dois terços dos deportados não eram criminosos. Alguns estavam envolvidos apenas em pequenas infrações, como violações no trânsito. Outros sequer cometeram infrações e foram expulsos de suas vidas nos Estados Unidos.

Agora, se Obama decepcionou com as deportações e fracassa ao tentar implementar reformas, quem poderia ser o político relevante com chance de ser presidente mais moderado com os imigrantes? Jeb Bush, irmão e filho de ex-presidente, apesar de integrar um Partido Republicano no qual, alguns de seus membros, se pudessem, seriam ainda mais radical do que Obama na hora de deportar.

 Casado com uma mexicana, com dois filhos que se identificam como hispânicos e fluente em espanhol, o ex-governador da Flórida deu a seguinte declaração ontem para a Fox News.

“Podem gravar o que vou dizer. A forma que olho para isso (a imigração ilegal) é a de alguém que veio ao nosso país porque não podia vir legalmente. Cruzaram a fronteira para sustentar suas famílias. Violaram a lei, sem dúvida, mas não é uma felonia. É um ato de amor, de compromisso com a família. Honestamente, acho que é um tipo diferente de crime. Deve ser pago um preço. Mas as pessoas não precisam ficar irritadas porque outras pessoas vem ao nosso país para sustentar suas famílias”

Apenas comentários do post do dia ou do post prévio serão publicados

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, antocristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Tendências: