As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Rei da Jordânia destrói países vizinhos em entrevista

gustavochacra

19 de março de 2013 | 18h35

 

Começa hoje o super blog, com mais posts por dia. Veja abaixo os outros posts do dia. Os melhores comentários receberão destaque em posts diários

ENTENDA O USO DE ARMAS QUÍMICAS NA SÍRIA

EUA FORTALECERAM O IRÃ COM GUERRA DO IRAQUE

 POR QUE HILLARY DEMOROU PARA RECONHECER O CASAMENTO GAY? (Vídeo aqui)

O repórter Jeffrey Goldberg, da revista The Atlantic, realizou uma entrevista fantástica com o rei Abdullah, da Jordânia. Leiam alguns trechos abaixo e a íntegra, em inglês, aqui. Vale notar que o líder jordaniano tem um viés ditatorial. Mas suas críticas aos vizinhos são importantes e demonstra que ele não é tão cego para o mundo.

ISRAEL-PALESTINA

“Talvez já seja tarde demais para a solução de dois Estados. Não sei, mas parte de mim diz que já passou a chance”. Perguntado por Goldberg sobre que ele quer dizer, Abdullah responde “Isratine”. Isto é, se Israel não aceitar o Estado palestino rapidamente, precisará escolher entre “Apartheid ou democracia”. “A questão prática é se Israel pode exercer controle permanente sobre os palestinos ou se acabará se tornando uma África do Sul, que não conseguiu sobreviver como um Estado pária. A única forma de ser um Estado judaico é com a solução de dois Estados. Isto é, ficando com a parte judaica”

SÍRIA E ASSAD

Abdullah ofereceu asilo político a Bashar al Assad e sua família na Jordânia. “Eu ofereci duas vezes para ele vir com a mulher. Eles  (os Assad)responderam ‘muito obrigado, mas não por que você não se preocupa mais com o seu país do que com a gente’”

Para descrever o provincianismo de Assad, o rei Abdullah contou uma história. “Tivemos um jantar com ele e o rei do Marrocos no Cairo. E Assad se virou para gente e perguntou o que significava jet lag”.

TURQUIA E ERDOGAN

“Erdogan disse uma vez que a democracia para ele era como uma viagem de ônibus – ‘Uma vez que chegar o meu ponto, descerei”.

JORDÂNIA E SEU REINADO

“Quando completei dez anos de reinado, sentei com os membros da minha família e alguns amigos e disse ‘Não quero mais isso’”. Goldberg respondeu “mas você não pode renunciar”. “Foi o que eles disseram”, completou o rei.

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, anti-semitas e anti-árabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no  gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.