As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Romney pode sim derrotar Obama

gustavochacra

19 de abril de 2012 | 11h17

Diferentemente do que muitos pensam no Brasil, Mitt Romney pode sim derrotar Barack Obama nas eleições presidenciais de novembro. Algumas pesquisas já indicam que o republicano ultrapassou o atual ocupante da Casa Branca, mesmo depois de sua dura batalha nas primárias.

De acordo com pesquisa do New York Times, os dois estão empatados. Em levantamento do Gallup, Romney supera o presidente por quatro pontos percentuais. Estes são os primeiros dados a serem divulgados depois de Rick Santorum desistir de seguir adiante nas primárias, praticamente consolidando o ex-governador de Massachusetts como candidato.

Tanto Romney quanto Obama possuem 46% das intenções de voto dos eleitores registrados, de acordo com o New York Times/CBS. Em março, quando foi divulgado o levantamento anterior, o presidente superava o republicano por três pontos percentuais. Na pesquisa do Gallup, o republicano conta com 48%, contra 44% do presidente, também revertendo números negativos.

Caso a taxa de desemprego mantenha a tendência de redução e o reaquecimento da economia seja acelerado, Obama deve ser favorecido. Uma piora nos índices econômicos, aliado a uma elevação no preço da gasolina, beneficiaria Romney, especialmente nos “Swing States”, como são denominados os Estados sem predomínio democrata ou republicano.

Leiam ainda o blog Radar Global. Acompanhem também a página do Inter do Estadão no Facebook

Comentários islamofóbicos, anti-semitas e anti-árabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

O jornalista Gustavo Chacra, correspondente do jornal “O Estado de S. Paulo” e do portal estadão.com.br em Nova York e nas Nações Unidas desde 2009, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já fez reportagens do Líbano, Israel, Síria, Cisjordânia, Faixa de Gaza, Jordânia, Egito, Turquia, Omã, Emirados Árabes, Iêmen e Chipre quando era correspondente do jornal no Oriente Médio. Participou da cobertura da Guerra de Gaza, Crise em Honduras, Crise Econômica nos EUA e na Argentina, Guerra no Líbano, Terremoto no Haiti e crescimento da Al-Qaeda no Iêmen. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires. Este blog foi vencedor do Prêmio Estado de Jornalismo, empatado com o blogueiro Ariel Palacios

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: