As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Todos os países do Oriente Médio têm litoral; imaginem se não tivessem

gustavochacra

16 de abril de 2009 | 09h00

Muitos conflitos do mundo envolvem disputas pelo acesso à costa. Países e povos sem litoral disputam com outros saídas para o mar. O Oriente Médio é a região com maior quantidade de guerras recentes no planeta. E todos Estados e povos (inclusive curdos e palestinos) possuem portos. Já imaginaram como seria o confronto israelo-palestino se um dos dois lados não tivesse saída para o mar? Como os sírios agiriam se os libaneses ocupassem todo o litoral Mediterrâneo e Tartus e Latakia fossem libanesas? A Jordânia seria tão dócil sem Ácaba? Os Emirados Árabes, Qatar e Bahrein conseguiriam tantas riquezas no meio de um deserto sem água salgada?

Pelo menos, ao desenharem as fronteiras destas nações, os franceses e britânicos conseguiram deixar todas elas com saída para o mar. Apesar disso, alguns conflitos na região, como a Guerra Irã-Iraque e a Guerra de Suez, envolveram disputas por territórios litorâneos. Americanos e iranianos entraram em choque na fronteira marítima do Irã e do Iraque. No Yemen, já ocorreram atentados terroristas no mar. O aumento da pirataria na Somália pode se estender para o Mar Vermelho. Até agora, os piratas são criminosos. Mas integrantes da rede terrorista Al Qaeda observam de longe como pode ser fácil cometer um atentado em alto mar. Não parece difícil sequestrar um petroleiro. Navios de Israel que saem de Eilat também correm riscos. Os israelenses, como sempre, já se prepararam e reforçaram a segurança. Inclusive, os palestinos de Gaza não podem usar as águas territoriais porque Israel teme o tráfico de armas e também o transporte de terroristas para dentro do país. No Sinai, israelenses e egípcios agem coordenadamente para impedir o fluxo de armamentos para o Hamas.

A existência de costa ajuda a reduzir os conflitos entre os países. Mas deve facilmente se tornar uma nova arma dos terroristas. Os povos da região sabem usar como poucos o deserto e os mares para atacar os seus inimigos.

Palestras em São Paulo

Clube Paulistano – 22 de abril (restrita a sócios e convidados)
Clube Monte Líbano – 23 de abril (restrita a sócios e convidados)
Clube Sírio – 29 de abril (aberta a todos)

Encontro com os leitores

24 de abril, no fim da tarde. Local a definir

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.