As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Vladimir Putin seria republicano nos EUA? E no Brasil, seria direita ou esquerda?

gustavochacra

21 de fevereiro de 2014 | 12h20

Vladimir Putin recolocou a Rússia de novo no topo da agenda internacional com as crises na Síria e na Ucrânia. Devido a estes conflitos e a seu passado, normalmente, classificam o presidente russo dentro do contexto da Guerra Fria, sendo o antagônico dos EUA em quase todas as questões, apesar de os dois países trabalharem juntos em temas como o Irã e Coreia do Norte.

Em uma inteligente provocação, porém, o programa de comédia jornalística Daily Show, do genial Jon Stewart, disse nesta semana que o líder russo seria um republicano perfeito. Afinal, o presidente não proíbe a homossexualidade como Arábia Saudita, Nigéria e Uganda, onde ser gay é crime, mas é contra o que ele classifica como “propaganda gay” . Casamentos entre pessoas do mesmo sexo tampouco é permitido e há uma série de restrições aos homossexuais..

A Rússia tem também uma taxa de imposto fixa em 13% (conhecida como flat tax nos EUA e defendida por republicanos). As corporações viram seus impostos serem reduzidos de 35% para 24%. Os pequenos negócios podem optar por 15% de taxação sobre os lucros ou 6% sobre o faturamento, Em política externa, os russos são realistas e/ou defendem os cristãos em conflitos internacionais, como na Síria (cristãos em sua maioria apoiam Assad, que nasceu alauíta, mas é basicamente um líder laico), e combatem com violência o extremismo islâmico. Putin seria o verdadeiro líder “durão” defendido por republicanos conservadores (mas não pelos libertários, defensores do isolacionismo e contrários a conflitos bélicos).

Verdade, a Rússia permite o aborto e o sistema de saúde é universal – estes dois pontos são heranças dos tempos soviéticos e Putin não tentou alterar. A posse de maconha é ilegal, mas descriminalizada, embora a venda seja um crime. A pena de morte foi suspensa indefinidamente no país. Há ainda restrições ao porte de armas

Portanto Putin se aproxima da direita conservadora (não da libertária) nos seguintes pontos

. Oposição ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e restrição aos direitos dos homossexuais

. Política externa realista, defendendo os interesses do país, e que favorece a defesa dos cristãos no Oriente Médio (se bem que, neste caso, é relativo, pois republicanos conservadores como John McCain são próximos de grupos radicais islâmicos e se posicionam contra os cristãos na Síria)

. Política tributária com taxa fixa de apenas 13%

Mas Putin se difere da direita conservadora nos seguintes pontos

. Saúde universal

. Direito ao aborto

. Suspensão da pena de morte

. Porte de armas

Na sua opinião, Putin é de direita ou de esquerda? No Brasil, o líder russo seria próximo de qual partido? 

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, antocristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.