Desemprego recorde: 6 mil demissões por dia na Europa em 2012

Jamil Chade

30 de novembro de 2012 | 08h46

Nos últimos doze meses, 6 mil europeus perderam seus trabalhados a cada dia e a taxa de desemprego na zona do euro bate mais um recorde. Dados divulgados na manhã de hoje indicam que 11,7% da população dos 17 países que usam a moeda única estão sem trabalho.

Os dados de outubro representam um novo recorde e um aumento em relação à taxa e 11,6% de desemprego em setembro, segundo a Eurostat. Desde setembro, o continente volta a viver uma recessão, situação que só será superada em 2014.

Em números absolutos, a Europa soma hoje 18,7 milhões de desempregados. Apenas no mês de outubro, 173 mil foram demitidos.

Em um ano, a destruição de postos de trabalho na Europa atinge a marca de 2,1 milhões. Na prática, quase 6 mil demissões por dia. A taxa é superior aos 7,9% de desemprego nos EUA e de 4,2% no Japão.

Contando todos os 27 países da Europa, a taxa de desemprego é de 10,4%, com 26 milhões de essoas afetadas.

As piores taxas estão na Grécia e Espanha, com um quarto da população sem trabalho. Nesses dois países, a proporção de jovens sem trabalho chega a mais de 55%. Do outro lado estão países como a Áustria, Luxemburgo, Alemanha e Holanda, todos com uma taxa de desemprego abaixo de 5,5%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.