Felipão vira marca de relógio de luxo na Suíça

Jamil Chade

11 Maio 2014 | 14h40

Empresa aposta na popularidade do treinador e o “King Power Scolari” será produzido em edição limitada

 

GENEBRA – Faltando um mês para a Copa do Mundo, Luiz Felipe Scolari vive uma realidade bem diferente daquela que conheceu às vésperas do Mundial de 2002. Não apenas sua convocação não gerou polêmica como o treinador vai para a Copa em alta também entre os patrocinadores. Nesta segunda-feira, Felipão vira nome de relógio de luxo na Suíça.

O treinador, que sempre foi avesso ao papel de garoto propaganda, encontrou tempo para uma viagem até a Suíça para fazer promoção do produto da marca Hublot.

A empresa suíça homenageou o brasileiro com um relógio especial, limitado a 50 exemplares. O “King Power Scolari” tem cores do Brasil, 48 mm e a empresa não esconde que espera que o produto se transforme em um item de colecionadores. Já cronômetro automático é feito à medida para treinadores e é formatado em 45 minutos. Além de Scolari, apenas o português José Mourinho e Pelé foram homenageados com linhas de relógios.

A Hublot é patrocinadora da CBF e ainda prorrogou seu patrocínio com a Fifa até 2022, numa estratégia de usar o futebol e a Copa como vitrine ao mundo. A companhia é quem faz a cronometragem das partidas e, em cada substituição, o nome da empresa é mostrado nas placas levantadas pelo quarto árbitro.

Ao Estado, o principal executivo da empresa, Jean Claude Biver, declarou que acredita que sua marca não sofrerá diante das polêmicas em relação à Copa do Mundo no Brasil e eventuais protestos. “Será o governo que será o responsável por organizar a Copa, não o patrocinador”, indicou.

Durante a Copa das Confederações, empresas patrocinadoras tiveram suas marcas retiradas dos carros oficiais da Fifa, com o temor de que fosse atacados. Para Biver, a empresa que faz a cronometragem da Copa não deve passar pela mesma situação.