Fifa define cabeças de chave da Copa

Jamil Chade

17 de outubro de 2013 | 06h23

Mundial pode ter mais de um “grupo da morte”. 

GENEBRA – A Copa de 2014 promete começar quente. A Fifa definiu sete dos oito cabeças de chave da Copa de 2014 e a última vaga deve ficar para o Uruguai, caso vença a repescagem contra a fraca Jordânia.

Mas seleções como Inglaterra, Holanda, Itália, França ou Portugal, caso essas duas últimas se classifiquem, poderão acabar caindo em chaves com outros campeões mundiais. Pelo formato escolhido pela Fifa, tudo indica que mais de um “grupo da morte” será formado.

Hoje, a entidade emitiu seu novo ranking que acabou definindo quem lideraria cada uma das oito chaves da Copa.

Sendo assim, Espanha, Brasil, Alemanha, Suíça, Colômbia, Bélgica e Argentina já estão confirmadas como cabeças de chave. O último lugar ainda depende de uma eventual classificação do Uruguai. Se a seleção vencer sua repescagem irá não apenas carimbar seu passaporte para o Brasil, mas chega como um dos cabeças de grupo.

Isso porque, no ranking da Fifa, o Uruguai ocupa uma posição de destaque. Mesmo que, nas Eliminatórias sul-americanos, os uruguaios tenham ficado apenas na quinta posição. Para críticos do sistema de classificação da Fifa, o caso mostra as falhas do mecanismo e da pontuação.

Caso o Uruguai não se classifique para a Copa, a cabeça de chave ficaria para a Holanda, com uma pontuação superior em um décimo de pontos em relação à Itália.

Em resumo: na primeira fase, o sistema criado pela Fifa colocou seleções sem tradição como a Suíça, Colômbia e Bélgica na cabeça de grupos.

Mas, ao mesmo tempo, garantiu emoção desde o primeiro minuto. Afinal, o Brasil corre o risco de, já na primeira fase, ser confrontado com seleções fortes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.