Iraque sequer tinha chuteiras adequadas para o jogo contra o Brasil

Jamil Chade

12 de outubro de 2012 | 06h49

Malmo, Suécia – O time que enfrentou o Brasil e sofreu uma goleada sequer tinha chuteiras adequadas para entrar em campo na Europa. A informação é do próprio técnico do Iraque, o brasileiro Zico, que admitiu a total falta de profissionalismo de sua seleção e do caos que foi a preparação para o jogo.

Ontem em Malmo, o Brasil bateu o Iraque por 6 x 0, numa partida que não exigiu absolutamente nada da seleção de Mano Menezes. Zico, transparente e calmo, não deixou de escancarar o absurdo do confronto.

“Para vocês terem um exemplo bem simples da diferença entre as duas seleções, os jogadores iraquianos nem tem chuteiras adequadas para jogar nesse tipo de gramado”, disse Zico. “Você podia ver claramente que os jogadores adiantavam a bola com muita facilidade, perdiam bolas fáceis, porque na Zona Asiática os campos são todos secos, duros e eles usam chuteiras diferentes”, declarou.

Zico voltou a criticar a realização do jogo. “Não era o ideal. Mas nem fui consultado sobre esse jogo. Quando me falaram, já estava tudo definido. Não posso fazer nada”, declarou. A partida foi marcada pela volta de Kaká para a seleção.

Mas o caso das “chuteiras iraquianas” seria apenas um retrato de uma partida que beirou à várzea. O jogo de ontem entrou para a história por conta do ver um dos piores públicos da história da seleção – 14 mil pessoas – e o amistoso não conseguiu lotar nem mesmo um estádio acanhado na Suécia.

O número só não foi pior que o jogo entre o Brasil e a Estonia, em 2009, com 9 mil pessoas. Ontem, porém, o jogo foi realizado violando as regras da Fifa. O estádio em Malmo conta ainda com uma geral e cerca de 5 mil pessoas assistiram a partida de pé. A Fifa proibe jogos oficiais nessas condições. Não faltaram nem mesmo diversas invasões de campo ao final do jogo, para o delírio da torcida do Iraque e desespero dos poucos seguranças.

Fica aqui a pergunta: do que serve um jogo teste da seleção contra uma equipe que ocupa a 80a posição no ranking da Fifa e sequer tem chuteiras para entrar em campo…

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: