Repórter de TV da Hungria ataca refugiados

Jamil Chade

08 Setembro 2015 | 17h01

Hoje, estive em um dos piores campos de refugiados que já visitei. Fica na fronteira entre a Hungria e Sérvia e serve como o primeiro destino para milhares de pessoas que entram pela UE.

O que encontrei foi uma pressão psicológica da polícia sobre os refugiados, abandonados em um campo agrícola transformado em lixão.

Durante o dia, achei estranho o comportamento de uma jornalista que parecia estar la por outros motivos. Conflitos e choques eclodiram enquanto estávamos no local, diante do desespero dos refugiados por fugir.

Mas, ao final do dia, vídeos circularam confirmando que, de fato, aquela jornalista não estava ali para informar. Mas aparentemente para colaborar com o esforço das autoridades para impedir a entrada de estrangeiros em seu país.

Assista aos vídeos do comportamento da cinegrafista que, em pelo menos duas ocasiões, derruba refugiados tentando escapar.

Ela foi demitida e já há um processo contra a reporter.

http://coub.com/embed/82ao5