Segundo Marin, Ricardo Teixeira continua “colaborando” com a CBF

Jamil Chade

16 de outubro de 2013 | 06h29

Numa entrevista a um programa de televisão na Alemanha, o presidente da CBF, José Maria Marin, se mostra surpreendentemente claro: Ricardo Teixeira continua fazendo parte da vida da entidade máxima do futebol brasileiro.

Em seu blog, Juca Kfouri revelou no final de agosto como Teixeira havia aproveitado sua passagem recente pelo Brasil para se reunir com os organizadores e diretores do COL.

Agora, nesta entrevista transmitida nesta semana na Alemanha, Marin volta dar indicações de que Miami, onde Teixeira estaria vivendo em um exílio dourado, não seria tão distante da sede da CBF. “Ele colabora com a CBF”, declarou Marin.

A entidade nunca negou que Teixeira continua na ficha de salários da CBF, por seus trabalhos como “consultor”.

Marco Polo Del Nero, vice-presidente da CBF, também é entrevistado e declara: “as pessoas mudaram (na CBF), mas o projeto é o mesmo”. Ou seja, os contratos deixados por Teixeira são os mesmos, assim como as condições de trabalho e as regras do jogo.

Vale lembrar: a Justiça suíça constatou que Teixeira “fraudou” a Fifa em milhões de dólares. O cartola ainda pediu residência em Andorra, país que não conta com um tratado de extradição com o Brasil.

Eis o link para o programa especial sobre a CBF e Marin, transmitido pela imprensa alemã.

http://www.wdr.de/tv/sport_inside/sendungsbeitraege/2013/0415/brasilien.jsp

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.