A política do fuzil

Lourival Sant'Anna

25 de junho de 2017 | 18h04

Hamas reivindica atentado em Jerusalém e Israel inicia novo assentamento na Cisjordânia na véspera da chegada de enviados de Trump para tentar mediar um processo de paz. É da cultura e da dinâmica da região trazer um ramo de oliveira numa mão e um fuzil na outra, para usar a imagem de Yasser Arafat. Até aqui, tem prevalecido o fuzil, de ambos os lados.

Clique aqui para ler minha coluna no Estadão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.