Desastre autoinfligido na Venezuela

Lourival Sant’Anna

20 Maio 2018 | 14h42

Todo o desastre autoinfligido na Venezuela partiu de um desprezo pelos aspectos técnicos. E de uma óptica, inerente ao populismo, segundo a qual tudo deve estar subordinado à política, à ideologia e à vontade. Não deve. Atropelar as regras da engenharia, da gestão e da economia só pode terminar em desgraça.

Clique aqui para ler minha coluna no Estadão