Erdogan e sua diplomacia em campo minado

Lourival Sant’Anna

03 Julho 2016 | 12h24

Na reaproximação com a Rússia de Vladimir Putin, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pode se qualificar como intermediário na solução do conflito na Síria. Erdogan, que reatou com Israel e estaria negociando com Bashar Assad e com o Egito, parece passar por um processo de “desislamização”.

Clique aqui para ler minha coluna no Estadão.