Petróleo, ditaduras, terrorismo e a mensagem do etanol

Lourival Sant’Anna

10 de julho de 2016 | 12h23

Com o petróleo barato, aumenta o consumo e a dependência em relação ao Oriente Médio. O petróleo tem financiado regimes autoritários e o terrorismo. A corrupção no Brasil, o populismo chavista e a projeção da Venezuela na região foram bancados pelo petróleo. As condições climáticas do Brasil lhe proporcionam uma bênção chamada cana-de-açúcar — a planta que armazena energia abundante e fácil de extrair em todo o seu caule. O etanol e outras alternativas ao petróleo, como o transporte coletivo por trilhos alimentados pela eletricidade, precisam ser apresentados ao mundo como uma múltipla mensagem, de respeito ao meio ambiente, geração de empregos, inovação e, em última análise, pela democracia.

Clique aqui para ler minha coluna no Estadão.

Tendências: