De Olho No Mundo 1o de Agosto

De Olho No Mundo 1o de Agosto

Lúcia Guimarães

31 de julho de 2015 | 22h32

Ouça o De Olho No Mundo online aqui ou ao vivo na Rádio Estadão,  sábado às 19h, domingo às 20h, 92,9 FM com participação de Roxane Ré, Andrei Netto, Jamil Chade e Lúcia Guimarães.

A CRISE DE IMIGRANTES EM CALAIS, NA ENTRADA DO EUROTUNNEL

Screen Shot 2015-07-30 at 8.57.19 AM

O governo britânico decidiu enviar cães farejadores para reforçar o policiamento no Eurotunnel, depois que milhares de imigrantes tentaram fazer a travessia do porto de Calais, na França, para a Inglaterra. Em 2015, 37 mil imigrantes tentaram atravessar o Eurotunnel, como informa Andrei Netto, que participou do programa de Calais.

Imigrantes em Calais

Imigrantes em Calais

Apesar da tensão criada entre os governos de David Cameron e François Hollande, e da pressão da opinião pública dos dois países, Jamil Chade comenta que, nas cidades mais afetadas pela onda de imigrantes de 2015, os moradores tendem a demonstrar mais compaixão pelo drama dos que fogem de países como Líbia, Síria, Eritreia e Afeganistão. É o caso de Calais e de cidades do sul da Itália, outro importante ponto de entrada.

GRÉCIA

Screen Shot 2015-07-29 at 9.20.50 AM

A Grécia é também afetada pela chegada de imigrantes do norte da África mas a crise mais urgente ainda é a do resgate da dívida grega. Com a revelação de um plano clandestino para criar um sistema financeiro paralelo, do ex-ministro das Finanças da Grécia Yanis Varoufakis, o primeiro-ministro Alexis Tsipras se defendeu, na sexta-feira, garantindo que  não era sua intenção remover a Grécia da Zona do Euro.

INCERTEZA NO AFEGANISTÃO

Mulá Omar

Mulá Omar

A confirmação da morte do líder Taleban Mulá Omar e o rápido anúncio da troca de comando da organização não dissiparam dúvidas sobre o futuro das negociações de paz que deveriam ter começado esta semana. O Paquistão decidiu adiar as negociações entre os insurgentes e o governo afegão, citando temor de luta entre facções. O novo líder é o veterano vice de Omar, Akhtar Mohammad Mansour. Mas a demora em admitir a morte de Omar, ocorrida em 2013, é vista como mais um sinal de que o grupo de Mansour temia a perda de controle dos Talebans, que chegaram a controlar a maioria do território afegão até o 11 de setembro de 2001. Facções rivais já começaram a hastear a bandeira do Estado Islâmico e a travar batalhas entre si. Conversamos também sobre o novo envolvimento da Síria no combate ao Estado Islâmico no território sírio e o aumento da instabilidade na região.

ESGOTO OLÍMPICO

Screen Shot 2015-07-30 at 10.01.14 AM

O governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, questionou, numa entrevista à Rádio Estadão, os possíveis  “interesses” por trás da reportagem  investigativa da agência Associated Press sobre o níveis perigosos de contaminação na Baía de Guanabara e outros locais onde haverá competições de esportes aquáticos nas Olimpíadas de 2016.  A reportagem teve grande repercussão na imprensa de todo o mundo e citou casos de atletas que adoeceram depois de treinar no Rio de Janeiro.  De Genebra, Jamil Chade confirma que houve atletas suíços entre os doentes e critica a noção de que uma agência de jornalistas  independentes como a AP defenderia interesses deste ou daquele país. Causou estranheza também o comentário do governador sobre o lançamento de um programa de governança local da Baía, a um ano do início dos jogos olímpicos.

Atualização: A reportagem da Associated Press levou a Organização Mundial de Saúde a pedir, no sábado, 1o de agosto, uma investigação do Comitê Olímpico Internacional sobre o nível de contaminação por vírus da água em locais onde haverá provas aquáticas na Olimpíada de 2016, no Ro de Janeiro. A Federação Internacional de Vela decidiu começar a examinar a contaminação no Rio por conta própria.

O LEÃO CECIL E O ATIVISMO DE POLTRONA

Caça e caçador, agora caçado.

Caça e caçador, agora caçado.

A notícia de que o mais famoso leão da reserva da Hwange, no Zimbábue, fo morto em julho por um dentista americano acendeu a rede social em todo mundo com uma fúria extraordinária. O Zimbábue pediu a extradição do dentista Walter Palmer, residente de Minnesota e deve entrar em contato com o Departamento de Justiça em Washington. Advogados do dentista, um caçador veterano que aparece na Internet posando com vários animais de grande porte que matou, estão em contato com  autoridades da divisão de Pesca e Vida Selvagem do governo americano. O dentista já cumpriu uma pena em liberdade condicional, na década passada, pela forma como matou um urso no Wisconsin. Mas, longe da cólera digital, observadores lembram que o dentista é apenas um participante na vasta rede de caçadores que obtém licença para matar pelo menos 600 leões por ano na África. A maioria destes caçadores vem dos Estados Unidos. E a população de leões do Zimbábue decresceu em 60% depois da desastrosa reforma agrária implantada pelo ditador Robert Mugabe, que está em seu sétimo mandato à frente do país. Os americanos chamam de “slacktivism” a tendência de militar sem sair de casa, ou seja, o ativista de poltrona, que se revolta diante de um evento sem se engajar com o contexto maior.

JON STEWART SE DESPEDE

Jon Stewart entrevistou Pelé em abril de 2014

Jon Stewart entrevistou Pelé em abril de 2014

Depois de quase 17 anos, o comediante Jon Stewart, se despede na próxima quinta-feira do Daily Show. O programa com formato de falso telejornal não foi criado por Stewart mas, sob seu comando, mudou não só a história da comédia como a relançar do público americano com o jornalismo. Stewart fazia comédia stand-up no começo da carreira.  Depois do 11 de setembro e da invasão do Iraque, ele passou a sintetizar o desconforto do país com a guinada política e o belicismo sob George W. Bush. Pesquisas de opinião revelavam que os jovens confiavam no comediante como fonte de notícias. na semana passada, o website Politico, revelou que Barack Obama convocou Stewart para dois encontros não divulgados na Casa Branca, o que dá uma ideia da percepção de sua influência na opinião pública.

HAMILTON ESTREIA NA BROADWAY

Hamilton-Miranda

 

O que têm em comum Barack Obama, o ex-vice-presidente Dick Cheney e o casal Clinton? Todos foram assistir Hamilton,  musical-biografia do premiado Lin-Manuel Miranda que é também seu protagonista. Hamilton, depois de uma bem sucedida temporada no Public Theater, estreia na Broadway na quinta-feira, 6 de agosto. O musical conta a vida de Alexander Hamilton (1755-1804) um dos fundadores da república, assessor do primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington, e um dos mais influentes pensadores sobre o papel da Constituição na vida americana.

MUSEU WHITNEY EM TRIBECA

Screen Shot 2015-07-30 at 10.30.07 AM

Whitney Museum de arte americana de mudou da Avenida Madison para o sul de Manhattan, em Tribeca, e agora ocupa um espaço de 20 mil metros quadrados, projetado pelo arquiteto Renzo Piano. O prédio custou US $550 milhões e a exposição inaugural, America Is Hard to See, usa como base a coleção permanente do Whitney para examinar a arte produzida nos Estados Unidos a partir de 1900. A mostra de 600 obras está espalhada por vários andares e perturba a hierarquia habitual misturando os conhecidos Edward Hopper e Andy Warhol com artistas cujas obras raramente apareceram em museus nas últimas décadas. O novo Whitney fica à beira do Rio Hudson, próximo ao popular parque suspenso da High Line, uma garantia de atração de visitantes, independente da arte que espera os visitantes.

DEUS E O DIABO NO RIO

Screen Shot 2015-07-29 at 9.12.12 AM

A jornalista Juliana Barbassa, que cresceu no Rio de Janeiro e voltou a morar na cidade em 2010, acaba de lançar Dancing with the Devil in the City of God, Rio de Janeiro on the Brink. É um livro-reportagem e uma crônica cultural da ex-correspondente da Associated Press. Barbassa captura uma cidade celebrando a vitória para sediar as Olimpíadas, um país recém-orgulhoso de sua emergência econômica e os obstáculos que desafiam a rotina de cariocas nativos e adotados.