De Olho No Mundo 20 de junho

De Olho No Mundo 20 de junho

Lúcia Guimarães

19 de junho de 2015 | 22h42

Ouça o De Olho No Mundo online aqui  ou ao vivo na Rádio Estadão,  sábado às 19h, domingo às 20h, 92,9 FM com participação de Roxane Ré, Andrei Netto, Jamil Chade e Lúcia Guimarães.

Abrimos o programa com a surpresa e a repercussão das prisões na nova fase da operação Lava Jato. Falamos do massacre na igreja histórica de Charleston, na Carolina do Sul, do acirramento da crise que pode levar à saída da Grécia da zona do Euro, da continuação da crise na Fifa e da encíclica do Papa Francisco sobre o clima.

Lava Jato

Screen Shot 2015-06-19 at 12.35.09 PM

Screen Shot 2015-06-19 at 7.07.55 PM

De Genebra, Jamil Chade,  gravou o programa fazendo plantão na porta de Bernardo Freyburghaus, acusado de ser operador das propinas da Odebrecht, que colocou tapumes no seu abastado apartamento de US$ 3.5 milhões à beira do Rio Ródano, de pois de negar, há dois meses, que conhecesse qualquer um dos presos hoje.

Jamil Chade faz plantão na porta de Bernardo Freyburghaus

Jamil Chade faz plantão na porta de Bernardo Freyburghaus

Apontado nas delações premiadas da Lava Jato como o encarregado de abrir contas na Suíça, Freyburghaus se mudou para Genebra, depois de fechar seu escritório no Rio. Jamil lembra do primeiro encontro com Freyburghaus: “A única coisa que fez foi xingar, e disse que não conhecia ninguém entre os indiciados.” Andrei Netto comenta que, na Europa, observadores não se surpreenderam com o envolvimento da construtora Odebrecht. A imprensa internacional repercutiu a prisão dos presidentes das Odebrecht e Andrade Gutierrez como um sinal de aperto do cerco de investigadores sobre políticos brasileiros.

Massacre em Charleston

Screen Shot 2015-06-19 at 6.48.20 PM

O assassino de 9 membros da histórica igreja foi indiciado na sexta-feira, depois de ouvir, em circuito fechado, as vozes de parentes das vítimas que executou em Charleston, na Carolina do Norte. Um a um, os parentes foram explicando sua dor e dizendo que perdoavam o assassino.

Debatemos a qualificação do massacre, investigado no momento em duas instâncias federais como “crime de ódio” e perguntamos o que distingue o ataque bem planejado contra um grupo de uma ação terrorista. O presidente Obama não hesitou em mencionar a facilidade do acesso às armas de fogo e lembrou que a frequência dos massacres americanos não se repete em outros países desenvolvidos.

Bandeira confederada em Columbia, Carolina do Sul, Foto- Cortesia Michael Rodgers

Bandeira confederada em Columbia, Carolina do Sul, Foto- Cortesia Michael Rodgers

O massacre provocou uma onda de protestos contra a bandeira dos confederados, reminiscente dos Estados Unidos escravagista, que ainda tremula na sede do governo da Carolina do Sul. A bandeira voltou a aparecer em vários estados sulistas como forma de resistência ao movimento por direitos civis na década de 60 e, no ano 2000, a Carolina do Sul passou uma lei de Herança Histórica que proíbe a remoção da bandeira de um monumento a soldados que lutaram na Guerra Civil na segunda metade do século 19. Cresce o movimento para extinguir este símbolo de intolerância e dominação racial.

Screen Shot 2015-06-19 at 9.40.15 PM

Grécia

Discutimos  o colapso aparentemente inevitável das negociações do governo de Alexis Tsipras com os credores da Grécia. O Primeiro Ministro grego, diz Andrei Netto, parece ter desistido de negociar com os técnicos e esperar uma decisão política de última hora com líderes como Angela Merkel e François Hollande. Andrei lembra que cobriu as consequências do programa de austeridade grego durante cinco anos mas não dúvida que, no momento, o governo Tsipras leva a Grécia para o desastre. Conversamos sobre a aparente fala de planejamento, por parte da Grécia e também da União Europeia, para um momento seguinte à possível saída da Grécia da zona do Euro. Risco de grande descontentamento social entre os gregos e incerteza sobre a longevidade da União são apenas dois cenários instáveis.

Fifa

Screen Shot 2015-06-19 at 9.32.13 PM

Novas revelações sobre a Fifa: Jamil Chade destaca, além das contradições de Ricardo Teixeira,a contratação de advogados norte-americanos por Joseph Blatter e Jerôme Valcke. Valcke, o Secretário-Geral da Fifa, segundo Jamil Chade, recebeu dinheiro da consultoria de uma amiga de Teixeira para assessorar a CBF ao mesmo tempo em que recebia saleiro da Fifa.

Papa e clima

Screen Shot 2015-06-19 at 8.18.57 PM

Conversamos sobre a repercussão da encíclica Laudato Si’ (Louvado Seja) do Papa Francisco sobre a importância da preservação do meio ambiente. Além da satisfação evidente entre cientistas do clima, a encíclica do líder religioso mais conhecido do mundo tem o potencial de atrair milhões de pessoas que não haviam feito a conexão entre a saúde do planeta e e busca por aperfeiçoamento espiritual. Infelizmente, proeminentes católicos norte-americanos como o candidato a presidente Jeb Bush tentaram se afastar da encíclica como um documento que politiza a atuação da igreja.

Telefone com fio

O correspondente do Estado em Paris, Andrei Netto, de passagem por Moscou, gravou a sua participação no De Olho No Mundo do telefone do apartamento em que se hospeda e decidiu fotografar o aparelho, para o caso de duvidarmos da descrição em viva voz.

Screen Shot 2015-06-19 at 6.45.47 PM

Jon Batiste & Stay Human

Para encerrar a semana traumática do massacre em Charleston, nos despedimos com a música de Jon Batiste, de Nova Orleans, líder do grupo Stay Human, que se apresenta em Manhattan na semana que vem. Batiste é conhecido por sua convicção no poder social da música, faz aparições com a banda em ruas de cidades – as “love riots”. Esta aconteceu há poucos dias no Brooklyn, em Nova York.

A partir de setembro, Jon Batiste será o músico residente no talk show de Stephen Colbert, que substitui David Letterman na rede CBS.